Alimentar o seu cão sénior

À medida que os cães envelhecem, as suas necessidades nutricionais mudam. Quando o seu cão atinge sete anos de idade, um pouco antes em algumas raças grandes (cinco a seis anos) e um pouco mais tarde nos cães mais pequenos (cerca dos nove anos de idade), passa a ser considerado um cão sénior, passando a ter novas necessidades nutricionais.
Alimentar cão sénior
Alimentar cão sénior
Alimentar cão sénior
Deve ter notado que o seu cão está mais calmo e quer uma vida mais tranquila, tal como todos queremos à medida que ficamos mais velhos!

Também ocorrerão algumas alterações menos visíveis, à medida que ele se aproxima da sua etapa sénior: o seu corpo e digestão começa a mudar e o seu sistema imunitário pode precisar de uma ajuda extra.

Para o ajudar a manter-se bem, é boa ideia gradualmente mudar a sua alimentação para uma ração completa e equilibrada para cães seniores, uma vez que são formuladas para responder às necessidades nutricionais e hábitos alimentares do seu cão.

Gerir a ingestão de calorias

Gerir consumo de ração
Como os cães seniores tendem a ser menos ativos e têm um metabolismo mais lento, poderá notar que o seu animal de companhia está a ganhar peso, à medida que envelhece. É uma boa ideia mudar para uma ração menos calórica, à medida que ele envelhece.

A maioria das rações para cães séniores contém níveis mais baixos de calorias e outros nutrientes cuidadosamente equilibrados, tais como ácidos gordos essenciais e antioxidantes para suportar as suas articulações e sistema imunitário.

Experimente um destes alimentos da Purina:

PURINA PRO PLAN SMALL & MINI ADULT 9+ COM OPTIAGE - RICO EM FRANGO - Saiba mais

PURINA PRO PLAN CÃO MÉDIO E GRANDE ADULTO 7+ COM OPTIAGE - RICO EM FRANGO - Saiba mais

PURINA PRO PLAN CÃO MÉDIO E GRANDE ADULTO 7+ PELE SENSÍVEL COM OPTIDERMA - RICO EM SALMÃO - Saiba mais

PURINA DOG CHOW Mature Adult - Borrego - Saiba mais

PURINA DOG CHOW Mature Adult - Frango - Saiba mais

PURINA DOG CHOW Senior - Frango - Saiba mais

Preocupação com o peso

Como os cães mais velhos tendem a ser menos ativos, especialmente se têm problemas de mobilidade, como osteoartrite, podem ter mais tendência para a obesidade.

Da mesma forma que alguns problemas de saúde podem conduzir à obesidade, ter excesso de peso pode também provocar problemas de saúde, para além de aumentar a pressão nas articulações. Por causa disto, é muito importante monitorizar a condição corporal do seu cão regularmente. Veja a nossa Ferramenta de Avaliação da Condição Corporal para Cão.

As rações para cães séniores são, normalmente, formuladas com um pouco menos calorias e mais proteínas para ajudarem a controlar o peso nos cães mais velhos.

Se pensa que o seu cão tem excesso de peso, consulte o seu médico veterinário para fazerem um plano de seguimento. Pode ser o simples facto de o seu cão estar a comer demais, mas pode também indiciar um problema de saúde, que deve ser analisado.

Seja qual for o motivo, o seu médico veterinário poderá recomendar-lhe um a dieta de perda de peso com restrição calórica ou um alimento específico para cães mais velhos.

Aconselhe-se com o seu veterinário, antes de aumentar o nível de exercício do seu cão, especialmente se ele tem problemas de mobilidade. Pode considerar útil uma forma de exercício para perda de peso, como hidroterapia.
Avaliação de peso do cão

Mudar o seu alimento

É sempre uma boa ideia, quando mudar de uma ração para outra, introduzir o novo alimento de forma gradual. O mesmo acontece quando mudar de um alimento para cães adultos para um alimento para cães séniores.

Comece por adicionar o novo alimento lentamente, ao longo de sete a dez dias, aumentando a proporção, diariamente. Evite mudanças repentinas para evitar distúrbios digestivos.

Como alimentar o seu cão sénior

Como alimentar o seu
  • O seu cão estará, provavelmente, habituado a ser alimentado duas vezes por dia. No entanto, à medida que envelhece, pode preferir refeições mais pequenas e mais frequentes
    • Para potenciar o sabor e aroma do alimento, sirva-o à temperatura ambiente. Se está a utilizar um alimento que estava armazenado no frigorífico, deve retirá-lo até duas horas antes da refeição para que atinja a temperatura correta. Se isso não for possível, pode aquecer um pouco os alimentos húmidos no micro-ondas, mas nunca podem ficar quentes porque podem queimar a boca sensível do seu cão!
      • Os alimentos secos completos devem ser armazenados num local seco e limpo. Pode ajudar a conservar o aroma e sabor da ração, armazenando-a numa embalagem com fecho ou numa caixa hermética.
        • Quando chega a hora da refeição, alimente o seu cão num local calmo para que ele possa comer sem ser interrompido. Se tem mais do que um cão, pode alimentá-los ao mesmo tempo, mas em separado para evitar que se zanguem ou que roubem a comida uns dos outros.
          • Os cães mais velhos que sofram de artrite podem ter dificuldade em chegar ao comedouro, pelo que poderá utilizar um comedouro elevado.

Que quantidade devo dar ao meu cão sénior

Os cães mais velhos têm uma maior tendência para ganhar peso do que os cães adultos, pelo que deve ter cuidado para não o sobrealimentar. Se mudou recentemente a ração do seu cão, siga inicialmente o guia de alimentação da embalagem.

Como as doses indicadas são apenas uma recomendação, tem que monitorizar a condição corporal do seu cão, regularmente, e ajustar a dose diária de acordo para o ajudar a manter o seu peso ideal. Como parte muito importante do seu regime alimentar, o seu cão tem que ter um fácil acesso a água fresca e limpa, durante todo o dia e noite.
Como alimentar o cão sénior