Adotar um gato

Adotar um gato é maravilhoso e gratificante, não só porque estará a trazer um novo membro à sua família, como a dar uma nova oportunidade de ser feliz a um animal abandonado.
Adotar um gato
Adotar um gato
Adotar um gato
gatos adotados
  • Ao adotar um gato adulto, ele já deverá ter aprendido as regras base de viver em casa, tais como utilizar a liteira, bem como deverá ter já bem estabelecidas as suas personalidade e hábitos. Pode também ser mais calmo e relaxado, apesar de isto poder depender da sua raça.
  • Uma instituição com boa reputação, garantirá que o seu gato adotado fez um check-up médico, foi esterilizado, vacinado, desparasitado, recebeu prevenção contra pulgas e recebeu o microchip, antes de o levar para casa.
  • Em alguns casos, a instituição saberá a história do gato para o ajudar a encontrar um animal de companhia que se adeque à sua casa e estilo de vida. Por exemplo, poderão ser capazes de lhe dizer se um gato é bom com as crianças, outros animais ou se necessita de algum cuidado extra.
  • As instituições mais conhecidas, podem fornecer-lhe apoio e aconselhamento ao longo da vida do gato.
  • Com tantos gatos disponíveis para adoção, irá quase de certeza encontrar um animal de companhia que seja perfeito para si, seja de raça pura ou indefinida.
  • Ao adotar um gato, estará a dar-lhe a oportunidade de beneficiar de uma vida longa e feliz consigo – uma oportunidade que todos os animais deveriam ter.
  • Quando pensar em adquirir algum animal de companhia, há aspetos importantes que deve considerar antes de trazer um amigo peludo para casa – isto ainda se aplica mais quando adota um gato, porque ele poderá já ter sofrido más experiências ou ter algum trauma.
  • Em que tipo de ambiente vive? Se não tem nenhum espaço outdoor para o gato explorar, assegure-se que procura um gato de interior. Um gato habituado a andar no exterior terá dificuldade em habituar-se a viver dentro de casa, se não for esse o estilo de vida a que está habituado. Também se a sua casa é particularmente aconchegada, lembre-se que os gatos não são felizes em espaços muito pequenos.
  • Se não tem muito tempo livre, deverá considerar adotar um gato mais velho, uma vez que, normalmente, já estará mais confortável a viver com pessoas, e não exigirá tanta atenção como um gatinho.
  • Infelizmente, alguns gatos abandonados encontram-se em instituições porque tiveram uma experiência de vida difícil. Nestes casos, poderão ter algum trauma, tais como problemas de saúde ou comportamentais. Peça sempre a história do gato no centro de acolhimento.
  • Se um gato esteve num centro de acolhimento durante muito tempo ou tem padrões de comportamento bem estabelecidos, pode demorar mais tempo a habituar-se à sua nova vida consigo. Um pouco de paciência e, talvez algum treino adaptado, deverá ajudá-lo a adaptar-se.
  • Se já tem um animal de companhia em casa, a introdução de um novo gato deve ser feita com cuidado. Veja a nossa recomendação sobre como apresentar o seu gato a outros animais para receber dicas sobre como melhor lidar com a situação.
  • O custo de cuidar de um gato pode rapidamente subir, quando considerar seguros, consultas ao médico veterinário, alimentação e ainda mais. Garantir suporte financeiro ao seu animal de companhia é muito importante para garantir que é cuidado de forma adequada.
  • Certifique-se que tem tempo para o seu novo animal de companhia, especialmente durante os seus primeiros dias em casa. Isto irá ajudá-lo a construir uma relação especial com ele e ajudará o seu gato a integrar-se nas suas rotinas do dia-a-dia.
  • Adquirir um gato é um compromisso para a vida, por isso garanta que é mesmo isso que quer, antes de adotar um gato.

Escolher o gato certo consiste em descobrir o que é melhor para si e para o seu animal de companhia. Para mais informação sobre como conseguir um bom equilíbrio, leia mais sobre adquirir um gato.

Assim que souber qual o tipo de gato certo para si, só lhe falta encontrar “o” gato!

aspetos a considerar

Existem muitos centros de acolhimento de animais abandonados para adoção, desde organizações nacionais a gatis locais. Encontrará muitas opções online ou poderá aconselhar-se junto dos veterinários e pet shop locais, que poderão ter informação sobre gatos para adoção.

No site Pet Sharing encontra um conjunto da associações que cuidam de gatinhos que se encontram para adoção.

Quando tiver pesquisado sobre o local onde pode adotar um gato, o próximo passo é visitá-lo para conhecer o centro de acolhimento e ter algum contacto com o seu potencial futuro animal de companhia!

Um bom centro terá espaços limpos e acolhedores, zonas de descanso, liteiras limpas e brinquedos. Os colaboradores devem ser simpáticos, cuidadosos, com um bom nível de conhecimento e ficarão felizes de lhe dizer tudo sobre o gato, incluindo a sua história, aquilo de que gosta e de que não gosta, bem como o tipo de casa que seria mais adequada (p.e., com ou sem outros animais e/ou crianças). Também quererão fazer-lhe muitas perguntas sobre si e sobre o seu estilo de vida para encontrarem o melhor gato para si.

Quando estiver confortável com o centro de acolhimento, começa a parte mais entusiasmante – o processo de adoção!

onde adotar um gato
processo-de-adocao
  • Fale com os colaboradores do centro de adoção sobre o tipo de animal de companhia que procura. Eles saberão orientá-lo para os animais que pensam ser mais adequados para si.
  • Quando tiver encontrado o gato perfeito para si, avise os colaboradores do centro de acolhimento e eles irão reservá-lo para si.
  • Algumas pessoas podem pensar que podem levar o seu novo animal de companhia para casa nesse mesmo dia, mas não é isso que acontece! Os centros de acolhimento mais responsáveis, quererão visitar a sua casa para garantir que tem o ambiente adequado para o gato e de que não existem situações de grande perigo, antes que o possa adotar.
  • A maioria das instituições de apoio aos animais irão esterilizar e colocar o microchip no seu gato, antes de o levar para casa, ou então pedir-lhe que assine um compromisso de que o irá fazer brevemente.

AApesar de muitos de nós planearmos adotar um gato de uma instituição, às vezes o inesperado acontece. Se se cruzar com um gato de rua, ou então um gato começar a adotar a sua casa como sendo dele, então há várias coisas que deve fazer antes de o adotar.

Em primeiro lugar, deve confirmar se o gato tem um dono. Pode começar por verificar se tem alguma coleira, perguntar aos seus vizinhos e colocar cartazes na zona. Colocar uma coleira com a sua própria mensagem a questionar quem será o dono e incluindo os seus contactos, poderá ajudar. Deve também levar o gato ao veterinário para verificar se tem microchip, através do qual o seu veterinário será capaz de aceder a uma base de dados para identificar o dono.

Se não tiver um microchip, não é possível identificar o dono nem saber a identidade do gato abandonado, pelo que poderá nesse caso adotá-lo. Faça-lhe um check-up completo no médico veterinário para garantir que ele é saudável e confirmar se necessita de algum tratamento específico, desde desparasitação a esterilização.

Independentemente da forma como um gato entrou na sua vida, pode esperar por um futuro compensador, cheio de boas memórias com o seu novo membro da família! Para mais conselhos sobre como dar as boas-vindas a um novo gato, leia o nosso artigo aqui. DAR AS BOAS-VINDAS AO SEU NOVO GATO

gato-de-rua