Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Your Pet, Our Passion.
São Bernardo (pelo médio/comprido)

São Bernardo (pelo médio/comprido)

Uma das raças caninas mais fáceis de identificar, o São Bernardo é muito alto e com uma constituição gigante. São cães musculosos, com cabeças poderosas e imponentes, sendo capazes de percorrer terrenos muito acidentados com movimentos suaves e calmos. Esta raça pode apresentar uma cor laranja, castanha malhada, vermelha malhada ou branca com manchas nestas cores. O macho adulto mede no mínimo 75cm e a fêmea 70cm. O seu peso é aproximadamente 68-91kg.

O que necessita saber
  • Cão adequando para donos experientes
  • Necessário muito treino
  • Gosta de passeios com alguma atividade
  • Gosta de dar passeios de uma hora por dia
  • Cão muito grande
  • Cão que se baba muito
  • Requer tratamento do pelo diária
  • Raça não hipoalergénica
  • Cão conversador e vocal
  • Cão de guarda. Ladra, alerta para situações de perigo e protege fisicamente se necessário.
  • Pode precisar de treino antes de viver com outros animais
  • Pode precisar de treino antes de viver com crianças

Características

Esperança Média de Vida: 8–10 anos
Peso em Adulto: 68–91kg
Altura: 70–90cm
Cores: Laranja, tigrado mogno, tigrado vermelho ou branco com manchas dessas cores
Porte: Grande

Avaliação

Adequado para Famílias: 5/5
Necessidade de Exercício: 2/5
Fácil de Treinar: 2/5
Tolerância para ficar sozinho: 1/5
Sociável com outros animais: 5/5
Nível de Energia: 3/5
Escovagem e Higiene: 4/5
Queda de Pelo: 4/5
São Bernardo (pelo médio/comprido)

Personalidade

Resumindo o carácter deste "gigante gentil": Ele tem um bom sentido de humor, é fiável e aprecia o convívio familiar. É muito leal e raramente ladra, contudo está sempre disposto a defender o seu dono e o seu território. Gosta de conviver com outros animais domésticos. Ensine o seu cão desde cachorro a não puxar, pois numa idade mais adiantada torna-se mais difícil de incutir disciplina.

São Bernardo (pelo médio/comprido)

História e Origem

Como o próprio nome sugere, estes cães são oriundos do Hospício do Passo do Grande São Bernardo, fundado em 980 d.C. por São Bernardo de Menthon, para dar guarida a caminhantes que passavam nos perigosos desfiladeiros alpinos entre a Suíça e Itália. Em 1707, os monges subcarregados de trabalho aperceberam-se que estes cães com a sua exímia habilidade olfativa, resistentes e uma pelagem resistente ao clima agreste, estavam muito bem equipados para resgatar viajantes graças ao seu sentido de orientação instintivo, e criaram o seu próprio programa de reprodução, chamando-os de Mastins Alpinos. Há referências de resgates inesquecíveis com Barry, um dos cães mais famosos, tendo salvado mais de 40 pessoas.