Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Your Pet, Our Passion.
Cão de Montanha dos Pirenéus

Cão de Montanha dos Pirenéus

Os Cães de Montanha dos Pirenéus (ou "Pyrs") têm uma aparência incrivelmente forte e, mesmo assim, são bem equilibrados e elegantes, com movimentos calmos, estáveis e suaves suportados pelos seus poderosos membros posteriores.

O que necessita saber
  • Cão adequando para donos experientes
  • Necessário muito treino
  • Gosta de passeios com alguma atividade
  • Gosta de dar passeios de uma a duas horas por dia
  • Cão muito grande
  • Cão que se baba muito
  • Requer tratamento do pelo diária
  • Raça não hipoalergénica
  • Cão muito vocal
  • Cão de guarda. Ladra, alerta para situações de perigo e protege fisicamente se necessário.
  • Pode precisar de treino antes de viver com outros animais
  • Pode precisar de treino antes de viver com crianças

Características

Esperança Média de Vida: 10 – 12 anos
Peso em Adulto: 36 – 54kg
Altura: 66 – 81cm
Cores: São geralmente brancos lisos ou brancos com manchas cinzentas (cor dos texugos), lobeiro, amarelo pálido, laranjas ou castanhos na cabeça, nas orelhas e na base da cauda
Porte: Grande

Avaliação

Adequado para Famílias: 4/5
Necessidade de Exercício: 5/5
Fácil de Treinar: 1/5
Tolerância para ficar sozinho: 3/5
Sociável com outros animais: 4/5
Nível de Energia: 5/5
Escovagem e Higiene: 4/5
Queda de Pelo: 5/5
Cão da Montanha dos Pirinéus de pé perto das encostas das montanhas

Personalidade

Os Cães de Montanha dos Pirenéus dão frequentemente companheiros carinhosos. Contudo, podem ser agressivos com cães de estatura semelhante. Não confiam em estranhos e protegem a sua família contra visitas indesejadas. Os Cães de Montanha dos Pirenéus podem ser obstinados e teimosos, e não são ideais para donos inexperientes.

Cão da Montanha dos Pirinéus a andar perto da montanha

História e Origem

País de Origem: França

Cães oriundos dos Pirenéus, a cordilheira que separa França de Espanha. Desconhece-se a sua história exata, no entanto há milénios que guardam os rebanhos em França. Foram encontrados fósseis desta raça, que antecedem a Idade do Bronze (1 800-1 000 a.C.). Antes da Revolução Francesa, a raça tinha sido recrutada para guardar os grandes castelos no sul de França. Desconhece-se ao certo as raças que contribuíram para a sua constituição, porém o Kuvasz Húngaro, o Pastor Maremmano da Itália e o Pastor da Anatólia da Túrquia são todos possíveis candidatos. Até hoje, a raça atua em França, protegendo ovelhas e gado de predadores e ladrões.