Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Your Pet, Our Passion.
Mastim Tibetano Mobile

Principais características da raça de cães Mastim Tibetano

Um cão gigante, ligeiramente mais comprido do que alto, o Mastim Tibetano é uma raça poderosa, musculosa, atlética e ágil, com uma postura muito digna. A pelagem densa é bastante comprida e tem uma "juba" à volta do pescoço e ombros, particularmente mais visível nos cães machos.

O que necessita saber
  • Cão adequando para donos experientes
  • Necessário muito treino
  • Gosta de passeios com alguma atividade
  • Gosta de dar passeios de uma a duas horas por dia
  • Cão muito grande
  • Cão que se baba muito
  • Requer tratamento do pelo diária
  • Raça não hipoalergénica
  • Cão conversador e vocal
  • Cão de guarda. Ladra, alerta para situações de perigo e protege fisicamente se necessário.
  • Pode precisar de treino antes de viver com outros animais
  • Pode precisar de treino antes de viver com crianças

Características

Esperança Média de Vida: 12–15 anos
Peso em Adulto: 36–72kg
Altura: Os machos adultos medem no mínimo 66cm, e as fêmeas no mínimo 61cm
Cores: Preto, dourado, marrom, azul
Porte: Gigante

Avaliação

Adequado para Famílias: 5/5
Necessidade de Exercício: 2/5
Fácil de Treinar: 1/5
Tolerância para ficar sozinho: 1/5
Sociável com outros animais: 5/5
Nível de Energia: 4/5
Escovagem e Higiene: 3/5
Queda de Pelo: 2/5
Mastim tibetano escuro na floresta

Personalidade

Um verdadeiro cão de guarda, o Mastim Tibetano não deverá ser menosprezado. Desconfia de estranhos e protege naturalmente a sua família e propriedade. À semelhança de todas as raças de cães de guarda, esta raça requer um tratamento, uma socialização e um treino experientes. Se tiver em boas mãos, verá que é um companheiro calmo, carinhoso e leal.

Mastins tibetanos castanhos e pretos no parque

História e Origem

Presume-se que é uma raça antiga com cerca de 3 000 anos. O Cão Mastim Tibetano foi utilizado como cão de guarda no seu país nativo, protegendo tanto propriedades (incluindo mosteiros) como rebanhos. Marco Polo relatou que o Mastim Tibetano era tão "alto como um burro e com uma voz tão poderosa como a de um leão". A raça é relativamente recente para a maioria dos amantes de cães, chegaram apenas à atenção de criadores no ocidente há cem anos.