Manter a sua saúde e a do seu animal de companhia

Com tanta alegria que pode partilhar com o seu animal de companhia, é fácil esquecer sendo membros da nossa família, há muitas formas de o seu cão ou gato terem um impacto na sua saúde.
Manter a sua saúde e a do seu animal de companhia
Manter a sua saúde e a do seu animal de companhia
Manter a sua saúde e a do seu animal de companhia

Benefícios de termos um animal de estimação para a nossa saúde

O seu animal de estimação é uma parte importante da sua vida. Quer seja tutor de um cão ou de um gato, o seu companheiro está quase sempre feliz por estar consigo e brincarem juntos!

Mas o seu adorável animal de estimação é importante de várias formas. Os benefícios de ter um animal de companhia podem ser:
  • Melhorar o nosso bem-estar emocional
    • Reduzir a sensação de solidão
      • Encorajar a prática de exercício físico e de atividades ao ar livre
        • Criar oportunidades de interações sociais com outras pessoas
          • Ajudar a reduzir a pressão sanguínea e a reduzir o stress
            • Por vezes, até atuar como sistema de alerta, detetando ataques epiléticos, hipoglicémia em doentes com diabetes ou algumas doenças concerígenas.
            • No entanto, apesar de muitas vezes pensar nas diversas formas como o seu animal de estimação melhora a sua vida, cães doentes ou gatos pouco saudável podem também representar um risco para a nossa saúde e bem-estar. A melhor forma de se manter a si e ao seu cão ou gato em boa condição de saúde e ter alguns cuidados.
Benefícios de termos um cão ou um gato

Riscos de saúde

Claro que o seu animal de estimação não lhe quer fazer nenhum mal, mas às vezes, se tiver alguma infeção ou parasita, pode transmiti-la para si. Doenças ou infeções que se transmitem dos animais para os seres humanos são designadas de zoonoses.

A maioria das doenças que recebemos de cães e gatos surgem como resultado de terem sido infetados por bactérias, parasitas, virus e fungos, que podem apanhar durante os seus passeios e explorações. Pessoas com um sistema imunitário comprometido (tais como pacientes após transplantes de órgãos ou em tratamentos de quimioterapia), idosos com idade muito avançada, mulheres grávidas, pessoas com diabetes e crianças pequenas ou bebés, têm potencialmente um maior risco de apanharem alguma doença do seu animal de estimação.

Por vezes, os animais têm doenças e infeções que não têm qualquer efeito na sua saúde e bem-estar, mas que podem ter um efeito negative nos seus tutores.

Como pode alguém ser infetado pelo seu animal de estimação?

Tal como entre humanos, há várias formas de um animal de estimação doente acidentalmente infetar o seu tutor, incluindo:

  • Entrar em contacto com cães ou gatos doentes ou com algum fluído corporal de um animal infetado, tal como sangue, saliva, urina ou fezes.
    • Tocar num objeto que tenha estado em contacto com um animal infetado, tal como brinquedos ou utens+ilios de higiene.
      • Respirar partículas de ar depois de um animal infetado tossir ou espirrar.
        • Engolir comida ou bebida contaminada com fluídos de um animal infetado.
          • Um animal infetado mordê-lo ou arranha-lo.
          • Apesar de ser pouco provável que fique doente a partir do seu animal de estimação, é útil que saiba os cuidados que deve ter.

Infeções bacterianas dos animais de companhia

Cuidados de saúde com o seu cão

Que tipos de infecções bacterianas dos animais de companhia existem?

As infeções bacterianas transmitidas por cães ou gatos doentes são divididas em duas categorias:

Bactéria ingerida pelo seu animal de companhia

  • O seu animal normalmente não fica doente, mas as bactérias podem ser expelidas pelas fezes e provocar doenças tipo gastroenterite em si.
    • Estas bactérias podem resultar de o seu animal de companhia ter comido carne crua, que resulte em Salmonela nas fezes, com as quais pode entrar em contacto.
      • Outros exemplos incluem Campylobacter.
      • Bactéria que vive naturalmente nos nossos animais de companhia

        • Estas bactérias não causam qualquer perigo para o seu animal, mas podem provocar infeção nos seres humanos.
          • Staphylococcus é um exemplo.

Como pode o seu animal de companhia transmitir-lhe uma infeção bacteriana?

É natural que o seu animal de estimação queira estar perto de si, mas o risco de lhe transmitir uma bactéria surge quando de eles se esfregarem junto dos seus olhos, boca e nariz ou lamberem o seu rosto ou feridas que tenha.

Beijar o seu cão na boca, apesar de ser afetuoso, pode também significar a transmissão de bactérias nocivas para a boca, podendo originar cáries, doenças da gengiva ou até a perda de dentes.

Como podem as infeções transmitidas pelos animais afetar a minha saúde?

  • As infeções podem provocar uma série de doenças nos humanos, desde infeções cutâneas a pneumonia e até meningite.
    • Cães e gatos transportam Estafilococos nos seus focinhos e na pelagem, que podem estar relacionadas com estirpes resistentes a antibióticos, tais como a MRSA.
      • A periodontite é uma forma grave de doença da gengiva, que afeta os tecidos que sustentam os dentes e os mantêm no lugar, o que pode originar a perda do dente.

Apanhar parasitas através do seu animal de estimação

Parasitas nos animais de estimação
Apesar de o seu animal de estimação não lhe querer fazer mal, ao cuidar de animais deve estar ciente de potenciais infeções por parasitas comuns.

Que tipo de parasitas existem?

  • Os parasitas que o seu animal de estimação pode apanhar incluem lombriga, ancilostomose e ténia.
    • O Toxoplasma gondii também é um tipo de parasita encontrado em cães e animais de estimação, mas afeta particularmente os gatos.
    • Como pode o meu animal transmitir-me parasitas?

      • Limpar a liteira do seu gato, fazer jardinagem ou brincar em terra ou areia onde haja fezes do seu animal de companhia, podem coloca-lo em risco de contrair Toxoplasmose.
        • A transmissão ocorre se entrar em contacto com areia ou terra contaminada com ovos de lombrigas ou larvas presents nas fezes de cães ou gatos.
        • Como podem os parasitas dos animais de estimação afetar a minha saúde?

          • É especialmente importante ter cuidado com a Toxoplasma Gondii se o seu sistema imunitário estiver comprometido.
            • Apesar de ser relativamente invulgar, este parasite pode causar deformações no feto se mulheres grávidas forem infetadas com o Toxoplasma Gondii pela primeira vez, durante a gravidez.
              • As infeções humanas devido a lombrigas podem, em casos graves, causar cegueira, mas não se preocupe porque isso é raro!
                • As pulgas também podem ser problemáticas, podendo provocar comichão e inflamação da pele em humanos e em animais.

Dormir com o seu cão

Às vezes, os cães ficam felizes por partilhar a cama consigo, mas há alguns aspetos que deve considerar:

  • Os tutores de animais que permitem que eles durmam consigo na cama, podem acordar frequentemente durante a noite, especialmente se o animal de estimação for especialmente animado!
    • A quebra dos padrões de sono e sono de má qualidade podem ter um efeito adverso no seu humor e capacidade de concentração ao longo do sai.
      • Partilhar a cama pode também aumentar a probabilidade de transmissão de infeções entre si e o seu cão.
Dormir com o seu cão

Como prevenir a transmissão de parasitas e de infeções a partir de animais de companhia?

Apesar de risco de o seu cão ou do seu gato lhe poderem transmitir doenças ou infeções ser muito baixa, pode minimizer potenciais problemas de saúde tendo alguns cuidados:

  • Desparasite regularmente o seu animal de estimação, tanto para parasitas internos (exemplo: lombrigas ou tenia) como externos (pulga, carraça, mosquito, …). ALém de minimizer o risco de apanhar algum parasita o seu animal de companhia também agradece!
    • Lave as mãos depois de brincar com o seu cão ou gato e antes de manusear alimentos.
      • Prepara a sua alimentação em locais e com utensílios diferentes do que usa para preparar a alimentação do seu animal de estimação.
        • Evite que o seu animal entre em contacto com alimentos que se destinem a ser consumidor por pessoas.
          • Avalie os riscos de alimentar o seu cão ou gato com carne crua.
            • Não deixe o seu animal de estimação partilhar a sua cama. Cães e gatos costumam gostar de ter o seu próprio espaço e a sua própria cama!
              • Remova de casa e do jardim as fezes do seu animal de forma rápida e higiénica. Por exemplo, use luvas e lave sempre as mãos depois de recolher fezes.
                • Tenha especial cuidado quando animais e crianças pequenas, idosos ou pessoas com o Sistema imunitário comprometido estejam juntas. Continuem a diverter-se muito juntos! Mas com os cuidados acima descritos.
                  • Apesar de gostarem de demonstrar o seu afeto, não permita que o seu cão ou gato lhe lambam a cara ou feridas abertas.
                  • Apesar de o seu animal de estimação poder potencialmente afetar a sua saúde, com apenas alguns cuidados poderá controlar os riscos e garantir que ambos estão o mais seguros possíveis, para que juntos possam conquistar o mundo!