Alimentar o seu cachorro - Guia completo

Tudo o que precisa saber sobre como estabelecer com o seu cachorro hábitos de alimentação saudáveis, que se mantenham em todas as etapas de vida.
Como alimentar o cachorro
Como alimentar o cachorro
Como alimentar o cachorro

Alimentar o seu cachorro

O seu cachorro pode parecer pequeno, mas tem que crescer muito num curto período de tempo! Em apenas 12 meses (até 24 meses nas raças maiores) irá crescer e tornar-se um cão adulto.

Entretanto, o seu corpo e cérebro têm que se desenvolver incrivelmente rápido e uma ração para cachorro de elevada qualidade ajuda-os a atingir este crescimento. Os cachorros necessitam de uma ração adequada porque um cachorro energético e saudável podem queimar o dobro das calorias que um cão adulto!

Alimentar o seu cachorro é também uma parte importante de cuidar da suas necessidades.

Que ração dar aos cachorros

Rações especialmente formuladas para cachorros são os alimentos ideais para o novo membro da família porque são completas e equilibradas, o que significa que contêm tudo o que o seu cachorro necessita para o ajudar a crescer saudável. Não é necessário dar-lhe suplementos extra ou alimentos para humanos, que podem de facto fazer mais mal do que bem. Nunca dê ao seu cachorro comida da sua por mais insistentes que sejam os seus olhinhos de cachorro!

Na escolha do melhor alimento para cachorro deve estar atento a:

    Alimento com elevado teor calórico

    Os alimentos para cachorro têm normalmente mais calorias do que a ração para cães adultos porque os cachorros precisam de muita energia quando estão a crescer.

      Proteína extra

      As rações para cachorro tendem a ter proteína extra para suportar o desenvolvimento saudável dos seus órgãos, à medida que crescem.

        Nutrientes essenciais

        Níveis mais elevados de nutrientes essenciais, tais como cálcio, magnésio, ferro, zinco e vitamina D são essenciais para o desenvolvimento de dentes e ossos fortes.

          Croquetes mais pequenos

          Formulados em croquetes mais pequenos para serem mais fáceis de mastigar e de engolir, os cachorros adoram trincar a sua ração seca e, normalmnete, comem bem a sua refeição.
Quantas refeições por dia deve ter um cachorro

Que quantidade de ração deve dar ao seu cachorro

Muitas vezes, os cachorros têm mais olhos do que barriga! Para conseguir o equilíbrio certo do que ele necessita e evitar dar-lhe comida em excesso, dê-lhe pequenas doses de ração para cachorro com frequência. A quantidade correta depende da idade, tamanho estimado em adulto e de alguma indicação específica que receba do seu médico veterinário.

Número de refeições que um cachorro deve fazer por dia:

• Desde que começa a ingerir alimentos sólidos até ao desmame (normalmente, aos dois meses): 4-6 refeições por dia

• Entre os dois e os três meses: 4 refeições por dia

• Entre os quatro e os seis meses: 2-3 refeições por dia

• Mais de seis meses: 2 refeições por dia (dependendo da raça)

Evite dar ração em excesso ao seu cachorro porque pode perturbar a sua digestão, além de poder colocar pressão sobre o seu esqueleto caso ele ganhe muito peso num curto período de tempo. Não é bom para a saúde do seu cachorro comer demasiado, pelo que deve ter cuidado no planeamento das suas refeições.
Leia sempre cuidadosamente os guias de alimentação que se encontram na embalagem de ração do seu cachorro, que são sempre um bom ponto de partida. A quantidade exata de ração que deve dar ao seu cachorro pode variar, dependendo da sua idade, raça, alguma condição médica que ele tenha ou até do seu nível de energia. Cachorros mais brincalhões, gastam mais energia, pelo que precisam de comer mais! Utilize a nossa Ferramenta de Avaliação da Condição Corporal para avaliar o seu cachorro para garantir que ele cresce de forma adequada sem ter falta ou excesso de peso.

Pesar o seu cachorro regularmente ajudará a garantir que ele tem o peso correto para a sua idade, porte e raça. Pode pesá-lo em casa ou, se não souber como, pode fazê-lo no seu médico veterinário.

É melhor os cachorros mais jovens comerem pouca quantidade e com maior frequência para não sobrecarregar o seu sistema digestivo, mesmo que sejam super entusiásticos e comam sempre toda a comida que têm á sua disposição.

Alimentação e exercício físico no cachorro

Evite alimentar o seu cachorro imediatamente após ele ter feito exercício físico e dê uma hora de intervalo entre as refeições e a atividade física. Pode ser uma boa ideia estabelecer desde logo com o seu cachorro a rotina de descansar logo após a refeição para evitar perturbações digestivas ou até problemas mais sérios, em que o estômago pode inchar e até torcer (isto é mais comum nas raças grandes e gigantes). A torsão gástrica, como é designado, é uma condição clínica grave, que exige intervenção veterinária urgente.
Alimentação e exercício físico nos cachorros

Onde deve alimentar o seu cachorro

Descubra algumas dicas para encontrar o local perfeito para as refeições do seu cachorro!

• Escolha um local tranquilo

Assegure-se que alimenta o seu cachorro longe da agitação familiar, onde ele possa estar a comer tranquilo e sem interrupções.

• Escolha uma superfície que seja fácil limpar

Sirva sempre ração num comedouro limpo e colocado num piso frio ou sobre um tapete próprio para alimentação.

• Mantenha as crianças longe do cachorro, enquanto ele estiver a comer

Isto ajudará a evitar que ele bloqueie o acesso à comida ou proteja o comedouro. Se tiver outros cães em casa, alimente-os ao mesmo tempo, mas separados, para evitar zangas e roubos de comida!

Como alimentar o seu cachorro

Tal como que ração escolher para o seu cachorro, é importante considerar também como lhe dar o alimento.

A comida húmida deve ser servida à temperatura ambiente porque o seu cheiro é mais atrativo e é mais fácil de digerir. Se guardar a comida no frigorífico, deve retirá-la uma hora antes da refeição. Pode aquecer a comida húmida no microondas, apenas por um periodo curto de tempo que seja o suficiente para a aquecer o suficiente, mas garante que fica apenas à temperatura ambiente e que nunca fica quente.
comida para cachorro
Enquanto que a comida húmida oxida rapidamente, quando deixada à disposição, a ração seca para cachorro pode ficar disponível durante todo o dia, sem o risco de se degradar. A maioria dos cachorros gosta de trincar a sua ração seca, mas se o seu cachorro prefere comida húmida ou se tem alguma razão clínica para evitar ração dura, humedeça a ração seca num pouco de água, durante alguns minutos, antes de servir.
como alimentar os cachorros

Que quantidade ração dar aos cachorros à medida que crescem

À medida que o seu cachorro cresce, o seu apetite também cresce. Para lhe proporcionar a energia extra de que ele necessita para suportar o seu ritmo acelerado de crescimento e a formação da massa muscular, deve aumentar a quantidade de ração que dá ao seu cachorro.

Dependendo da sua raça, um cachorro com seis meses de idade pode precisar de ingerir diariamente o dobro das calorias de um cachorro com dois meses! Como regra geral, aumente a dose de cada refeição gradualmente, ao longo dos primeiros doze meses! Após os doze meses, a maioria dos cachorros deve mudar para uma ração para cães adultos. Deve confirmar sempre com o seu médico veterinário, antes de aumentar ou diminuir a quantidade de alimento, uma vez que os cachorros são diferentes e as suas necessidades calóricas variam, em função do seu tamanho, e com as raças grandes a tornarem-se adultas mais tarde, apenas entre os 18 e os 24 meses.

O que não deve dar ao seu cachorro

Os olhinhos de cachorro são assim chamados por uma boa razão. Eles sabem exatamente como conseguir aquilo que querem, especialmente no que diz respeito a pedirem mais comida! Para o seu cachorro manter uma dieta equilibrada e saudável, tente ao máximo ignorar os seus pedidos de comida à mesa e de petiscos. Um brinquedo favorito, um passeio ou um jogo são um ótimo substituto!

Se ocasionalmente der snacks ao seu cachorro, os snacks nunca devem representar mais de 10% da alimentação total do seu cão para evitar correr o risco de perturbar o valor nutricional de uma ração equilibrada.
O que não deve dar aos cachorros
Tenha também em atenção que alguns alimentos deve ser mesmo evitados. Nunca deve alimentar o seu cachorro com carne crua. Para evitar o risco de intoxicação alimentar, mate quaisquer batérias que possam estar presentes na carne, cozinhando bem a carne crua. Antes de servir a carne ao seu cachorro, verifique que a mesma não tem pequenos pedaços de osso, especialmente se for frango ou peixe, porque os ossos podem danificar os dentes e provocar obstruções intestinais. Também nunca deve dar chocolate ao seu cão porque é tóxico.

Abaixo indicamos alguns alimentos que nunca deve dar a um cachorro:

Mudar de comida húmida para ração seca para cachorro

O estômago do seu cachorro é muito sensível e pode facilmente ser perturbado por uma mudança súbita de ração, quer seja entre comida húmida e ração seca, quer seja de uma fórmula para cachorro para uma fórmula para cão adulto.

Se acabou de o trazer para casa pela primeira vez, é boa ideia mantê-lo com a ração que ele estava já a comer no criador ou na associação, exceto se existir algum problema óbvio com a alimentação habitual.

Se precisar de mudar a sua ração, faça-o gradualmente para dar tempo para o seu estômago se habituar. Misture um pouco da nova ração na ração habitual (reduzindo a habitual em proporção) e vá aumentando, gradualmente a quantidade adicionada, ao longo de 7 a 10 dias, até que o seu cachorro esteja já a só comer da nova ração.

Se mudar de uma comida húmida para cachorro para uma ração seca, pode demorar algum tempo até que o seu cachorro se habitue. Ele terá que mastigar mais, demorará mais tempo a comer e precisará também de mais água. Se está a mudar de ração seca para comida húmida, não se admire se ele começar a beber menos água. Neste caso, o seu cachorro poderá também estranhar a textura, pelo que se ele estiver habituado a ração seca e estaladiça, pode misturar alguns biscoitos na comida húmida.
cão - como mudar de ração
É importante ter em atenção que uma porção de ração seca parece mais pequena do que uma porção de comida húmida porque as rações secas têm normalmente uma maior densidade energética do que as comidas húmidas, pelo que o seu cachorro precisará de comer proporcionalmente mais comida húmida para obter as mesmas calorias.

Alimentar o seu cachorro corretamente deverá ajudá-lo a manter-se saudável e feliz, cheio de energia para brincar!

Outras dicas sobre alimentar os cachorros

  • Quando ele for mais velho, inclua snacks estaladiços e de roer na dose diária de alimentação do seu cachorro. Estes snacks podem até ajudar a manter os dentes limpos.
    • Sirva a comida húmida para cachorro à temperatura ambiente para que o seu cheiro seja apelativo. Feche sempre latinhas ou saquetas abertas e guarde-as no frigorifico, consumindo-as em até 24 horas.
      • Evite alimentos tais como carne crua e ossos e garanta que o seu cachorro nunca come chocolate, cebolas, alho, uvas ou passas porque são alimentos tóxicos para os cães.
        • Se possível, alimente o seu cachorro com a mesma ração que ele já comia antes de vir para sua casa. Isto ajudará a minimizar possíveis distúrbios digestivos.
          • Se mudar de ração, faça-o lentamente, começando com a ração habitual e adicionando gradualmente o novo alimento, ao longo de 7 a 10 dias.
            • Se tem mais do que um cachorro, considere alimentá-os em separado para que um cachorro não coma mais do que o outro e para que não entrem em competição.
              • Um cachorro feliz e saudável precisa tanto de uma boa nutrição como de exercício físico adequado. Garanta que os primeiros meses juntos correm tranquilamente com os nossos conselhos sobre exercício físico saudável. Saiba também como treinar o seu cachorro.