Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Your Pet, Our Passion.
Schipperke

Principais características da raça de cães Schipperke

Um cão de porte pequeno, compacto e com a aparência de um Spitz (pelagem abundante e áspera, cauda enrolada sobre o dorso - se não foi amputada - e assemelha-se a uma raposa com orelhas pontiagudas). Normalmente a sua pelagem é preta, mas pode também incluir outra cor lisa. Os cães adultos normalmente medem 21-33cm e pesam aproximadamente 6-8kg.

O que necessita saber
  • Cão adequando para donos inexperientes
  • Necessidades de treino básicas
  • Gosta de passeios com alguma atividade
  • Gosta de dar passeios de uma a duas horas por dia
  • Cão Pequeno
  • Cão que se baba pouco
  • Requer tratamento do pelo uma vez por semana
  • Raça não hipoalergénica
  • Cão muito vocal
  • Cão de guarda. Ladra e alerta para situações de perigo
  • Pode precisar de treino antes de viver com outros animais
  • Pode precisar de treino antes de viver com crianças

Características

Esperança Média de Vida: 13 – 15 anos
Peso em Adulto: 6-8kg
Altura: 21-33cm
Cores: Geralmente preto, o Schipperke também ocasionalmente vem em creme / dourado e pode vir em qualquer cor sólida, embora raramente seja visto
Porte: Pequeno

Avaliação

Adequado para Famílias: 4/5
Necessidade de Exercício: 5/5
Fácil de Treinar: 2/5
Tolerância para ficar sozinho: 3/5
Sociável com outros animais: 2/5
Nível de Energia: 5/5
Escovagem e Higiene: 3/5
Queda de Pelo: 3/5
Schipperke de pé na relva

Personalidade

Um cão pequeno, animado e alerta, o Schipperke é leal, suscetível e generoso. Pode ser teimoso e malandro, especialmente com outros cães se não for suficientemente socializado em cachorro.

Schipperke de pé na relva e a olhar para frente

História e Origem

Estima-se que a raça canina Schipperke é um cão pastor em miniatura, uma versão mais pequena do Leauvenaar, um cão pastor preto oriundo da Bélgica. Outros estão convictos que o Schipperke é uma raça de tipo Spitz e, de facto, parece-se mais com este último. Independentemente disso, sabe-se que remonta, pelo menos, ao século XVII, pois há referências de um espetáculo com Schipperkes em 1690 no Grand Place de Bruxelas. Estes cães eram utilizados nos canais da Bélgica, guardavam as barcaças, eram companheiros populares entre os sapateiros, e famosos exterminadores de roedores.