Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Your Pet, Our Passion.
Akita Japonês

Akita Japonês

O Akita Japonês é um cão de porte grande e poderoso com muita substância e uma verdadeira dignidade. A forma orgulhosa como transporta a sua cabeça e a sua postura são aprimoradas pelas suas orelhas pequenas e olhos escuros. Dotado de uma imagem imponente com a sua pelagem espessa e felpuda que pode ser vermelha fulvo, sésamo, malhada, e branca. Os machos adultos medem entre 64-70cm e as fêmeas entre 58-64cm. O peso oscila entre 34-50kg.

O que necessita saber
  • Cão adequando para donos experientes
  • Necessário muito treino
  • Gosta de passeios com alguma atividade
  • Gosta de dar passeios de uma a duas horas por dia
  • Cão grande
  • Cão que se baba muito
  • Requer tratamento do pelo diária
  • Raça não hipoalergénica
  • Cão pouco vocal
  • Cão de guarda. Ladra, alerta para situações de perigo e protege fisicamente se necessário.
  • Pode precisar de treino antes de viver com outros animais
  • Pode precisar de treino antes de viver com crianças

Características

Esperança Média de Vida: 10–15 anos
Peso em Adulto: Entre 34–50kg
Altura: Machos adultos medem entre 64–70cm e as fêmeas entre 58–64cm
Cores: Vermelho-fulvo, gergelim, tigrado e branco
Porte: Grande

Avaliação

Adequado para Famílias: 5/5
Necessidade de Exercício: 4/5
Fácil de Treinar: 2/5
Tolerância para ficar sozinho: 1/5
Sociável com outros animais: 1/5
Nível de Energia: 4/5
Escovagem e Higiene: 4/5
Queda de Pelo 5/5
Akita Japonês

Personalidade

São cães fortes – tanto a nível físico, como de carácter. Recomenda-se esta raça só a donos experientes. Esta raça requer uma forma de lidar experiente, uma socialização e treino precoce e contínuo. Contudo, são devotos, corajosos e dão bons cães de guarda sem ladrarem em demasia. Não ignore os seus instintos de caça fortes.

Akita Japonês

História e Origem

País de Origem: Japão

A raça canina Akita é a maior de todas as raças japonesas e foi inicialmente criada na província de Akita no século XVII. Há quem acredite que estes cães tivessem sido criados para caçar javalis selvagens, veados e ursos negros; outros acreditam que foram criados para lutar. Contudo, quando o desporto de luta de cães japonês (e europeu) perdeu popularidade, estes foram então utilizados para a caça. No final do século XIX, foram importadas outras raças, resultando numa perda de popularidade das raças japonesas. Foi então fundada a Sociedade para a Preservação dos Cães Japoneses com o objetivo de preservar as raças nativas, as quais foram declaradas como "monumentos nacionais".