Alimentos perigosos para os cães

O seu cão faz parte da família, mas quando chega a hora das refeições é melhor tratá-lo de forma diferente. Há muitos alimentos que os cães devem evitar.
alimentos perigosos para os cães
alimentos perigosos para os cães
alimentos perigosos para os cães
É fácil aprender que alimentos não deve dar ao seu cão e é igualmente importante mantê-los selados e fora do seu alcance. A lista abaixo indica alguns dos alimentos que são perigosos para os cães. Garanta que toda a família, especialmente as crianças, sabe o que é proibido dar ao seu cão.

Que alimentos são perigosos para os cães?

Nozes macadâmia

Muito comum em bolachas e doces, as nozes macadâmia podem provocar vómitos, fraqueza e hipertermia em cães.

Cebola e alho

Outro alimento que nunca deve dar ao seu cão é a cebola. Em grandes quantidades a cebola pode provocar irritação gastrointestinal nos cães.

Carne crua e ovos crus

Apesar de poder parecer a alimentação natural dos carnívoros, a carne crua pode conter bactérias que podem provocar uma intoxicação ao seu cão. Tanto a American Veterinary Medical Association (AVMA) como o U.S. Centers for Disease Control and Prevention (CDC) desaconselharam alimentar os cães com uma dieta crua, incluindo ovos e carne não cozinhados.

Chocolate

A maioria das pessoas sabe que os cães não podem comer chocolate porque pode provocar vómitos, diarreia e até a sua morte. O chocolate preto e o chocolate de culinária têm uma maior percentagem de teobromina, que é tóxica para os cães. Saiba mais sobre porque os cães não podem comer chocolate.

Uvas e uvas passas

Os cães não podem comer uvas ou uvas passas! Apesar de parecerem inofensivas, as uvas e as passas são muito perigosas para os cães. As uvas e as uvas passas podem provocar insuficiência renal e devem ser sempre evitadas. Leia sempre os rótulos dos alimentos para garantir que não têm uvas passas.

Alimentos com xilitol

O xilitol é um adoçante artificial utilizado em muitos produtos sem açúcar, tais como pastilhas elásticas e doces. Se o seu cão comer alguma coisa com xilitol, pode sofrer de falência hepática.

Ossos e espinhas

Em especial ossos pequenos ou frágeis e espinhas de peixe podem danificar os dentes e provocar obstruções na garganta ou no intestino. Os ossos de frango devem ser totalmente evitados porque podem lascar, quando mastigados e provocar lesões sérias se o seu cão os engolir. Apesar de os ossos maiores serem tradicionalmente dados a cães, eles podem também provocar obstruções no intestino. Por este motivo, deve evitar dar ossos ao seu animal de companhia.

Comida para humanos ou restos da mesa

O sistema digestivo do seu cão é diferente do seu e a alimentação humana é, com frequência, demasiado salgada ou com elevado teor proteico, e sem quantidade suficiente de minerais ou nutrientes essenciais para garantir que o seu cão recebe a nutrição equilibrada de que necessita. Se quer mimá-lo, ocasionalmente, com pequenas quantidades de alimentação caseira, frango cozido (sem qualquer tipo de osso) pode ser uma boa solução. É de fácil digestão, cheio de proteínas e contém vitaminas e minerais. Os veterinários recomendam, com frequência, alimentar com frango e arroz ou peixe branco e arroz cães que estão a recuperar de algum distúrbio digestivo.

Outros alimentos perigosos para os cães

A lista acima apenas indica os alimentos mais comuns que o seu cão não pode comer porque são perigosos para a sua saúde, mas não constituem a lista completa. Se não tem a certeza do que pode ou não dar ao seu cão, consulte o seu médico veterinário.

Se pensa que o seu cão poderá ter comido algo perigoso, deve contactar o médico veterinário imediatamente. Garanta que tem um contacto de um hospital com serviço de urgência 24 horas para o caso de o seu médico veterinário não estar disponível.

Os snacks para cão são uma alternativa saudável à comida para humanos ou aos restos das nossas refeições. Dar ocasionalmente ao seu cão um bem merecido snack ajuda a reforçar a sua relação com ele, e é também uma grande ajuda na hora do treino. Mas, dar-lhe snacks em excesso ou escolher o tipo de snacks menos adequado pode desequilibrar a dieta do seu cão e originar problemas de peso.

Os snacks para cão, incluindo biscoitos e barras mastigáveis não devem corresponder a mais do que 10% da ingestão calórica diária do seu cão e deverá ler cuidadosamente os rótulos na embalgem para garantir que não está a mimá-lo em excesso! Escolha sempre snacks adequados ao tamanho do seu cão e lembre-se de remover essas calorias adicionais da sua refeição principal para evitar uma sobrealimentação. É uma boa ideia monitorizar regularmente a condição corporal do seu cão e ler o nosso Guia de alimentação diário para saber de que componentes o seu cão necessita na sua dieta e porquê.

1. American Veterinary Medical Association: “Raw or undercooked animal-source protein in cat and dog diets.”

2. Centers for Disease Control and Prevention: “Q&A: Salmonella outbreak.”