Treinar o seu cão: comandos básicos

Treinar e ensinar ao seu cão comandos básicos é uma experiência divertida e recompensadora para ambos. É importante começar a treinar o seu cão bem cedo para construir boas bases de comportamento antes que ele cresça e se torne adulto. Treinar o seu cachorro é uma forma ótima de passarem tempo juntos e pode ser também muito divertido!
Treinar ao seu cão os comandos básicos
Treinar ao seu cão os comandos básicos
Treinar ao seu cão os comandos básicos
Os cães aprendem rapidamente e com a sua orientação afetuosa, treinar ao seu cão a “vir”, “sentar”, “ficar” e até a fazer as necessidades da rua fortalecerá a vossa relação, enquanto incentiva bons comportamentos. Os cães bem treinados têm menor probabilidade de fugir e têm, normalmente, uma vida mais confortável e completa do que os seus companheiros caninos não treinados.

Os cachorros jovens são alunos ansiosos, por isso, mal ele chegue a casa, está na hora de começar o treino. É um mito que os cachorros têm que ter 6 meses de idade para começarem a ser treinados de forma adequada. Quanto mais novos forem, mais fácil se torna ensiná-los e mais rapidamente aprendem. Os cachorros são como esponjas, desejosos por absorver todos os ensinamentos que lhe dá!

Aqui encontrará muitos conselhos sobre o treino básico do seu cão. Para aconselhamento de treino mais detalhado e aprofundado, contacte um treinador profissional ou uma escola de treino. No site Pets Welcome encontra algumas escolas de treino.
  • Mantenha as sessões de treino curtas e leves. Os cachorros jovens perdem facilmente a con-centração, pelo que é melhor fazer 6 sessões de 5 minutos por dia do que fazer uma sessão de meia hora.
    • Treine apenas quando estiver bem-disposto. Os cães são muito sensíveis às emoções hu-manas, pelo que o seu cão será capaz de detetar se estiver nervoso ou mal humorado.
      • Termine sempre as sessões de treino de for-ma positiva com um exercício que sabe que o seu cão consegue fazer facilmente, para que possa terminar com sabor de vitória.
        • No início, treine sem distrações. Estabeleça o que quer treinar num ambiente sossegado e apenas adicione distrações mais tarde, para que o seu cão aprenda a responder em diferentes ambientes.
          • O treino tem que ser sempre baseado em recompensa, pelo que deve utilizar snacks, brinquedos, jogos e mimos. Técnicas negativas, compulsivas ou de punição são cruéis e não funcionam. Nunca utilize coleiras de es-trangulamento porque pode facilmente ferir o pescoço do seu cão.
            • Quando o seu cão já dominar determinado exercício, substitua as recompensas baseadas em comida por brinquedos ou reduza a dose diária de ração em conformidade para evitar o ganho de peso.
Treinar ao seu cão comandos básicos
Treinar cão com clicker
O clicker é uma pequena caixa de plástico (disponível nas lojas de animais), que cabe na palma da sua mão. Pressione com o seu dedo e fará um som distinto de um duplo “clique”. O seu cão pode ser treinado para responder a este som.

  • Para sintonizar o seu cão ou cachorro com o clicker, abasteça-se com bastantes biscoitos.
    • Dê os biscoitos um a um ao seu cão, com uma pequena pausa entre cada um.
      • No exato momento em que ele recebe o biscoito, dê um clique.
        • O seu cão vai rapidamente aprender que o clique significa um biscoito e começará a esforçar-se pa-ra merecer um clique. Torna-se um sinal de “sim”, uma forma de dizer ao seu cão que ele teve um bom comportamento no momento exato da ação.
          • Muitas aulas de treino de cachorros utilizam o clicker, mas os exercícios abaixo podem ser feitos com ou sem um clicker.
            • Agora que tem várias ferramentas e regras para treinar o seu cão, está na hora de começar!
Este é o primeiro exercício de treino que deve tentar fazer.

  • Pegue num snack e mostre-o ao seu cão.
    • Quando o seu cão mostrar interesse no snack (e vai de certeza!), ele irá segui-lo com o nariz, tentando alcançá-lo.
      • Mantenha o snack acima da cabeça do seu cão, para que ele olhe para cima, e aproxime-o até ficar atrás do nariz para que ele tenha que mover a cabeça para trás. A única forma de o seu cão conseguir alcançar o snack é sentando-se.
        • No momento em que ele o fizer, clique e dê-lhe o snack com muitos elogios.
          • Ao fim de algumas tentativas, o seu cão saberá o que tem que fazer para merecer o seu clique e snack e a sua resposta ao “Senta” será muito mais rápida.
            • Quando ele compreender totalmente o que é esperado, diga “Senta” e ele irá sentar-se porque associou a palavra à ação.
              • Agora que o ensinou o comando “Senta”, com prática, será capaz de lhe pedir para se sentar sem ter que o colocar na posição utilizando o snack.
Ensinar o seu cão ou cachorro a sentar
Ensinar o seu cão adulto ou cachorro a deitar-se
Este é o comando para fazer com que o seu cão se deite.

  • Mantenha um snack na mão, com um bocadinho de fora para que o seu cão o veja.
    • Mostre-o ao seu cão e depois coloque a sua mão no chão. O seu cão irá tentar todas as formas para o conseguir alcançar..
      • Eventualmente, irá deitar-se. Nesse momento, clique e dê-lhe o snack com muitos elogios!.
        • Repita e, quando ele perceber que a sua mão no chão significa “deita-te”, adicione o comando “Dei-ta”, quando ele o fizer..
          • Com prática, ele responderá ao comando sem o snack..
Ensinar o seu cão a vir quando o chama (conhecido por “chamada”) é provavelmente o comportamento mais importante que o seu cão vai aprender. Chamar o seu cão quando ele vai a caminho de uma estrada movimentada pode salvar-lhe a vida; e ensiná-lo a parar de brincar com outros cães quando o chama, irá poupar-lhe muito tempo e aborrecimentos. O segredo é começar cedo (entre as 6 e as 8 semanas), uma vez que os cachorros jovens adoram seguir os seus donos para todo o lado. Aos seis meses, o seu cão será mais independente e será muito mais difícil ensiná-lo a vir quando o chama.

  • Peça a um amigo ou familiar para o ajudar neste exercício.
    • Peça ao seu assistente para se ajoelhar no chão, mantendo o cachorro na posição “Senta”.
      • Sente-se exatamente à frente do seu cachorro e chame-o, dizendo de forma entusiasta o seu nome acompanhado pela palavra “Anda!”. Ele terá ape-nas que andar em frente para chegar até si.
        • Olhe para o seu cachorro e abra bem os braços como se o fosse abraçar. Tem que parecer e soar muito feliz por estar a vê-lo. Pode ajudar se tiver um snack na sua mão ou o brinquedo favorito dele.
          • Repita afastando-se alguns passos dele. Chame-o de forma entusiástica e o seu cachorro irá correr ao seu encontro. Mal ele venha, clique e dê-lhe um snack juntamente com muitos elogios!
            • Pratique pouco e com frequência, aumentando gradualmente a distância que o seu cachorro tem que percorrer até chegar a si. Lembre-se sempre de o elogiar com entusiasmo, quando ele vier ter consigo.
              • Quando o seu cachorro vier ter consigo de forma consistente, comece a chamá-lo quando ele não o está a ver. Brinque ao jogo esconde e apanha dentro de casa para que o seu cachorro tenha que andar à sua procura.
                • Vá para o jardim e introduza distrações controladas, tais como um amigo a passar. Se não tiver um jardim, utilize o jardim de um amigo ou familiar. Nunca inicie esta fase num parque público.
                  • Só quando o seu cachorro tiver um comportamento consistente no jardim, com distrações, é que está na hora de o levar a treinar no parque. Coloque-lhe uma trela extensível ou uma trela longa de treino para lhe dar uma sensação de liberdade, enquanto ele permanece sob seu controlo.
                    • Pratique algumas vezes o “Anda”. Lembre-se que terá que se manter super deslumbrante e apelati-vo porque no parque há muitas distrações fascinantes para um cachorro em crescimento.
                      • Se o seu cachorro correr noutra direção e ignorar as suas chamadas, não vá atrás dele porque ele irá pensar que se trata de um jogo muito divertido! Em vez disso, corra na direção oposta (continuando a segurar a trela dele). O seu cachorro ficará confuso e acabará por ir atrás de si. Correr noutra direção, irá ensiná-lo a estar atento, quando se afasta, no caso de acidentalmente o perder de vista!
                        • É muito importante elogiar, mimar e dar recompensas ao seu cão, durante o treino. Nunca se zangue ou grite com ele e não o repreenda por não vir ter consigo, quando ele finalmente chega junto se si porque isso irá confundi-lo. Quer que ele associe o facto de vir ter consigo a uma recompensa. Seja paciente e pratique com frequência.
Treinar o seu cão para vir ter consigo
Treinar o seu cão a Ficar
O “Fica” é provavelmente o exercício mais difícil de ensinar. Os cachorros simplesmente detestam estar quietos! Mas com exercícios curtos e frequentes, este comando pode ser ensinado e é útil em diversas situações, tais como quando o seu cão está prestes a sair do carro, antes de lhe colocar a trela.

  • Comece com o “Deita-Fica”. Peça ao seu cão “Deita”.
    • Diga “Fica” num tom de voz firme e estenda a sua mão com a palma virada para a frente.
      • Espere alguns segundos e depois clique e recompense o seu cão por ter ficado. Pratique muitas vezes.
        • De seguida, peça-lhe “Senta”, dê um passo atrás e diga “Fica”.
          • Ao fim de cerca de três segundos, clique, dê um passo em frente e recompense-o. Dê-lhe muitos muitos elogios.
            • Aumente, gradualmente, o tempo e a distância do “Fica”. Mas não tente fazer demais demasiado cedo!
              • Se o seu cão não cumprir o “Fica”, não grite com ele. Ele aprenderá por não ver surgir o clique, a guloseima e os elogios! Ralhar é contra produtivo.
                • Quando o seu cão dominar o “Deita-Fica”, ensine-o a “Fica” na posição “Senta” e, finalmente na posição em pé, utilizando exatamente a mesma técnica.
O treino do cão funciona, recompensando o bom comportamento e ignorando respostas indesejadas. O que o seu cão mais deseja é a sua aprovação. Mas, às vezes, é necessário dizer ao seu cão que o seu comportamento não é correto. Em vez de gritar ou dizer constantemente “Não”, pode ensinar ao seu cão um sinal “Não”, que lhe diga para parar o que esteja a fazer sempre que o ouve.

Idealmente, a não ser que o seu cão seja nervoso ou se assuste facilmente por barulhos repentinos, para ensinar o “Não” ao seu cão precisa de alguns discos de treino. Trata-se de cinco discos de metal (semelhantes a mini pratos), juntos num porta-chaves. Deve mantê-los silenciosos e abaná-los, no preciso momento em que precise de dizer “Não!”, para produzir um som único, que é diferente de qualquer outro som que o seu cão conheça ou ouça.

  • Para ensinar “Não!”, primeiro reúna alguns snacks. Da mesma forma que ensinou o seu cão a associar o clique a um snack, precisa de lhe ensinar que o som dos discos significa a perda de acesso ao snack. Coloque o snack no chão. Quando o seu cão o for comer, abane os discos na sua mão. Retire o snack ao mesmo tempo que abana os discos, mas não dizendo nada… deixe o som fazer o seu trabalho.
    • Ao fim de algumas repetições, o seu cão deverá deixar de se assustar com o som e começará a as-sociá-lo ao facto de não receber a recompensa. Eventualmente, deixará de tentar chegar ao snack, antecipando os discos e desistirá, parecendo desapontado.
      • Agora, faça-o executar outra ação, tal como “Sen-ta”, para a qual ele receberá um snack, aliviando desta forma o seu desapontamento e frustração anterior.
        • Rapidamente, o seu cão irá associar as ações em que ouve os discos a falhas e deixará de tentar, sem ter que utilizar a palavra “não”.
Ensinar ao seu cão o comando não
Os seus discos podem também ser utilizados para treinar o comando “Larga”.

  • Coloque algo saboroso numa mesa ao alcance do seu cão. Diga-lhe “Larga!, conte até três e de se-guida dê-lhe um snack (mas não o que lhe disse para não mexer).
    • Se ele tentar pegar no snack, abane o disco.
      • Ao longo de várias sessões práticas, aumente o tempo que ele tem que esperar antes de lhe dar um snack.
  • Se encontrar o seu cão no sofá ou numa cama, diga-lhe “Sai” e incentive-o a vir ter consigo.
    • Quando ele “sair”, recompense-o calmamente com elogios e com um clique e utilize o seu treino básico para lhe pedir o “Senta” ou “Deita”. Isto pode ser também recompensado.
      • Consistência é muito importante. Se um membro da família faz vista grossa às regras da casa, o treino está perdido!
        • Se ele lhe rosnar por tentar retirá-lo, afaste-se e procure ajuda de um especialista em comportamento, através do seu veterinário. Nunca tente resolver algum problema de agressividade sozinho porque pode piorar a situação ou colocar-se em perigo.
Consulte sempre um médico veterinário se tiver alguma preocupação com a saúde e bem-estar do seu animal de companhia. O veterinário é o profissional habilitado para guardar o historial clínico do seu cão e fazer um exame físico completo para poder recomendar-lhe opções individuais de tratamento ou terapia. Para aconselhamento detalhado e personalizado sobre comportamento, recomendamos que contacte um treinador ou um especialista em comportamento. Um especialista em comportamento exigirá que o seu cão seja referenciado pelo seu médico veterinário.