10 dicas para manter cães e gatos felizes em casa

Quando a ocasião é para ficar fechado em casa, não há dúvida de que os animais de companhia tornam esse período muito mais agradável.
10 dicas para manter cães e gatos felizes em casa
10 dicas para manter cães e gatos felizes em casa
10 dicas para manter cães e gatos felizes em casa

Eles estão lá quando precisamos de desabafar ou simplesmente de um bom abraço e a sua atenção é um escape benéfico tanto para eles quanto para nós.

Mas estar longos períodos em casa com o seu animal de companhia também apresenta alguns desafios. Aqui vai encontrar algumas dicas sobre como manter o seu cão ou gato felizes e entretidos enquanto tiver de estar em casa.

1. Mantenha a rotina

A sua rotina pode ter sido dramaticamente alterada. Em tempos assim, pode ser tentador deixar que a rotina do seu animal também seja. Dra. Annie Valuska, especialista em comportamento animal na PURINA alerta “É importante manter a rotina do seu animal o mais possível. A alimentação, o trivial, os passeios devem manter-se – sendo apenas mais curtos.”

Também nos recorda que é importante continuar a exigir que siga comandos como sentar-se antes de sair pela porta, não pedir os restos que estão na mesa, tudo isto deverá continuar a manter-se e dar consistência às rotinas diárias.

2. Seja intencional quanto ao período de repouso

O seu animal pode estar habituado a ter um tempo para si próprio enquanto a família está fora, por isso continue a conceder-lhe bastante tempo de descanso ao longo do dia.

Como lembra o Dr. François Martin, especialista em comportamento na PURINA, “não é benéfico alterar a rotina do seu animal com muita socialização. Os animais não são crianças, não é necessário que as suas famílias os mantenham ocupados todo o dia”. Pais, respirem de alívio, os vossos filhos podem precisar de atividades para ocuparem os seus dias, mas o vosso cão ou gato ficará bem e até beneficiará de um tempo de descanso.

3.Deixe-os mastigar

Durante as vídeo conferências, sessões de telescola, ou simplesmente durante os minutos em que precisa de repousar, dê -lhes algo para mastigar, ajudará a mantê-los entretidos

Dr. Séverine Ligout, especialista em comportamento da PURINA, lembra que não obstante estes snacks serem um divertimento para o seu animal, existe o risco de comerem demais. Esteja atento à dose diária recomendada e reduza a percentagem à hora das refeições para compensar.

4. Exercício, Exercício, Exercício

Controle os seus nervos e canalize a energia nervosa para um escape saudável - exercício. Permanecer cativo durante este período é benéfico para si e para o seu animal.

Pode não ser possível levar o seu cão ao parque, para fazer exercício, mas pode encontrar formas de libertar essa energia. Até uma ida à caixa do correio proporciona um pouco de exercício. Se tiver de estar em casa, afaste alguns móveis para ter espaço para o jogo do ir buscar, por exemplo.

Recomendamos o exercício como forma de reforçar os horários do seu animal. Planeie as sessões à mesma hora todos os dias, para o encorajar a seguir rotinas, o que proporciona estímulo físico e mental, além de reforçar o laço entre si e o seu animal.

5. Brinque a alguns jogos mentais

Uma outra boa maneira de cansar o seu animal é através do estímulo mental, como por exemplo, ensinando-lhe uma ou duas habilidades. Sempre desejou que o seu cão pudesse virar-se ou o seu gato dançar? Agora é um bom momento para lhes ensinar. “Tal como as pessoas, os animais experienciam o que chamamos de “Efeito Eureka”, ou seja a resposta emocional à resolução do problema “O Dr. Ragen McGowan, especialista em comportamento da PURINA, explica: “Aquele momento “ah ha” em que finalmente descobrimos qualquer coisa. Sentimos uma onda de emoções boas. Com os animais passa-se o mesmo”.

Também pode aproveitar a hora da refeição para enriquecer o seu dia. Espalhe a comida pela casa e deixe-o usar o olfato para a encontrar ou incorpore um brinquedo dispensador de comida para lhe dar um desafio mental.

6. Seja um companheiro discreto

Ninguém aprecia um companheiro de quarto que esteja sempre a fazer barulho e o seu animal não é uma exceção! Agora que estão ambos a passar bastante tempo juntos, tome consciência de que os animais ouvem muito melhor do que nós, portanto tente fazer o menos barulho possível. Isto dar-lhe-á tempo para descansar. Se o ruído ambiente for imprescindível, tente, ocasionalmente, mudar a televisão, podcasts ou rádio, para a música clássica (que os estudos demonstram que ajuda a acalmar os animais de companhia).

7. Inclua as Crianças

Se tem crianças em casa inclua-as para manter o seu animal feliz e saudável. Agora é uma ótima altura para reforçar as boas regras do animal e para as crianças compreenderem melhor a linguagem corporal do seu cão ou gato. Também é divertido envolver os animais na aprendizagem das crianças. As crianças ainda precisam de aprender e os animais já demonstraram que podem ajudar na aprendizagem de certas matérias, como na leitura. Se o animal for dócil, então integre a leitura das crianças para ele como sendo uma das rotinas do seu filho/a.

8. Mantenha uma dieta saudável

Pode ser que esteja a abusar no chocolate ou no queijo ultimamente, mas isso não quer dizer que o seu animal não deva manter a sua dieta saudável.

Não comece a dar-lhe restos da sua comida. Mantenha o horário habitual das refeições dele e continue com a sua dieta, tanto quanto possível.

Se lhe está a dar mais snacks do que o habitual para o recompensar por ser um maravilhoso companheiro (porque, sejamos francos, eles merecem!), lembre-se que não mais de 10% das calorias diárias do animal devem vir de guloseimas

9. Crie uma “Zona de Segurança “

O seu animal pode precisar de um espaço para se sentir seguro e confortável durante um período em que há mais pessoas em casa. Isto é particularmente verdadeiro para gatos, mas os cães também beneficiam de um chamado “espaço seguro”.

Se pensa que o seu animal está assoberbado por tanta “proximidade” repentina, certifique-se de que tem um espaço seguro que toda a família respeita. Quando estão aí, estão fora dos limites, ajuda considerá-los “invisíveis” nessa zona. Isto ajuda as crianças a compreenderem que os animais que estão no seu lugar especial devem ser deixados a sós, até que estejam prontos para brincar.

10. Seja Criativo!

Para manter os animais ocupados e felizes durante um período em que sair para comprar brinquedos não é possível, pense com os brinquedos feitos em casa.

Construa brinquedos que o seu cão ou gato tenha permissão para destruir. Isto pode ser qualquer coisa como um tubo de papel de cartão com pedaços de comida escondidos dentro ou uma garrafa de plástico que podem abrir para tirar guloseimas que estão no interior. Tenha sempre em atenção se o brinquedo é seguro para o seu animal de companhia

Ter uma forma produtiva de eliminar energia destrutiva pode ser benéfico, tanto para o animal quanto para os seus sapatos de pele.