Porque é que os cães precisam de arfar?

Os nossos cães começam a arfar muitas vezes, especialmente depois de um bom passeio ou de uma sessão de brincadeira. No entanto, quando o arfar é acompanhado de outros sintomas, pode ser sinal de algo mais sério. Saiba a que deve estar atento com este artigo.
cão a arfar
cão a arfar
cão a arfar
O arfar dos cães é um comportamento comum, muitas vezes observado quando o cão está a tentar arrefecer num dia de calor ou após uma sessão de brincadeira. O arfar caracteriza-se por uma respiração rápida e superficial, normalmente acompanhada de uma longa língua pendente e é, geralmente, um comportamento normal, com o qual não precisa de se preocupar. No entanto, há situações em que o cão arfar pode ser um sinal de algum problema.

Neste artigo indicamos principais razões que poderão levar o seu cão a arfar.

Porque é que os cães precisam de arfar?

Quando os cães estão a arfar, normalmente, é sinal de que estão muito quentes e que estão a tentar arrefecer. No entanto, há mais razões para o seu cão arfar, pelo que é sempre importante analisar toda a situação e interpretar o que a linguagem corporal do seu cão lhe está a dizer. Os motivos mais comuns para os cães arfarem são:
Ao contrário de nós, os cães não conseguem suar pois não apresentam glândulas sudoríperas nesta zona do corpo. Apresentam glãndulas sudoríperas nas almofadinhas plantares, mas não são o suficiente para conseguirem perder calor e arrefecerem através do suor. Ao arfar, os cães conseguem rapidamente substituir o ar quente que têm nos pulmões por ar fresco do exterior, o que acelera a evaporação de água da sua língua, dentro da boca e no trato respiratório superior. À medida que esta água evapora, ajuda a regular a temperatura corporal, permitindo-lhes arrefecer de forma eficaz.
Os cães podem também arfar quando se sentem nervosos ou ansiosos. Designado "arfar comportamental" este tipo pode ser usualmente observado em conjunto com outros sintomas, como: bocejar, andar, ganir, lamber os lábios, tremer ou esconder-se. Pode observar este tipo de arfar no seu cão se ele tiver medo de fogos de artifício, se não gosta de andar de carro ou em visitas ao veterinário.
Se o seu cão é de uma raça braquicéfala, com a cabeça curta e achatada ou focinho espalmado, tal como o Buldogue Francês, se estiver a arfar muito, isso pode dever-se ao síndrome respiratório obstrutivo dos braquicefálos. Devido à sua anatomia, estes cães podem sofrer de dificuldades respiratórias crónicas, como resultado de terem um trato respiratório superior estreito. Adicionalmente, estes cães não conseguem arfar de forma tão eficiente como os outros cães porque o seu focinho é achatado, aumentando o risco de sofrerem golpes de calor ou de aquecerem demasiado porque não conseguem baixar a sua temperatura corporal rapidamente.

O meu cão está a arfar demasiado. O que pode significar?

Se o seu cão está a arfar muito e não está quente nem precisa de baixar a sua temperatura corporal, isto poderá indicar um problema. Além disso, se o seu arfar parece soar mais alto ou mais forte ou ele parece estar a fazer mais esforço do que habitual, deve consultar o médico veterinário de imediato porque pode ser um sinal dos seguintes problemas:
Os golpes de calor nos cães podem ocorrer durante os meses de verão, especialmente se forem deixados em espaços fechados e quentes. Se o seu cão estiver a sofrer um golpe de calor, ele arfará pesadamente e poderá demonstrar dificuldades em respirar normalmente. Se verificar este comportamento, retire-o de imediato do sol e para um local fresco. Outros sintomas também podem incluir sede em excesso, elevada temperatura corporal, olhos vidrados, batimento cardíaco acelerado e língua e gengivas escuras ou de cor vermelho brilhante.
cão a arfar muito
A forma mais fácil de evitar um golpe de calor é não sair com o seu cão durante as horas de maior calor nos dias quentes, nunca deixar o seu cão dentro do carro e ter sempre água disponível para o seu cão beber.
Se começou a dar ao seu cão algum medicamento novo, ocasionalmente, pode ocorrer uma reação alérgica. Se o seu cão está a ter uma reação alérgica a alguma coisa, pode arfar muito se estiver com dificuldade em respirar, podendo também estar letárgico ou com vómitos.
Os cães podem também arfar devido a problemas respiratórios, como pneumonia. A pneumonia é a inflamação dos pulmões ou do trato respiratório inferior e é provocada por uma infeção. Outros sintomas podem incluir febre, dificuldade a respirar, letargia ou tosse.
A doença de cushing é provocada pelo facto de as glândulas adrenais libertarem demasiado cortisol. Podem também correr outros sintomas, tais como aumento da sede, ganho de peso, pele e pelo mais finos e crescimento da barriga.
Os cães podem ser muito bons a esconder que têm dores, sendo frequente não descobrirmos que o nosso cão está com dor durante muito tempo. Se o seu cão estiver a afar devido a dor, o arfar ocorrerá em alturas estranhas, tais como à noite, quando ele deveria estar a descansar.
Se o seu cão tem excesso de peso, ele poderá arfar por ter dificuldade em manter sangue fresco e oxigenado nos seus sistemas vitais. Se suspeita que o seu cão tem excesso de peso, deve consultar o médico veterinário, uma vez que a obesidade pode provocar graves condições de saúde como, por exemplo, problemas articulares ou cardíacos e pode também reduzir a sua esperança de vida. Use a nossa Ferramenta de Avaliação da Condição Corporal e consulte o seu médico veterinário se suspeita que o seu cão tem excesso de peso.
Os problemas cardíacos podem também obrigar o seu cão a arfar muito. Os cães com condições cardíacas podem arfar consistentemente (mesmo quando não estão a fazer exercício físico) porque têm dificuldade a respirar. Além disso, podem também tossir e demonstrar fraqueza generalizada e cansaço.

O meu cão está a arfar à noite - o que significa?

Se o seu cão está a arfar durante a noite e não está muito calor no quarto, pode ser por muitas razões e deve consultar o médico veterinário para que seja feito um diagnóstico. Pode ser resultado de ansiedade, especialmente se o seu cão fica separado de si durante a noite porque os cães podem ficar ansiosos quando ficam sozinhos. Normalmente, isto é bastante raro em cães adultos e tende apenas a ser uma preocupação com cachorros. Se suspeita que o arfar do seu cão durante a noite se deve a ansiedade, pode experimentar deixar o rádio ligado para lhe proporcionar algum conforto e neutralizar algum barulho exterior.
cachorro a arfar
Se o seu cão arfar muito quando não estiver a fazer exercício físico ou a tentar arrefecer, ou então se o arfar for acompanhado de outros sintomas, deve connsultar de imediato o seu médico veterinário.

Para mais informação sobre o comportamento dos cães, consulte a nossa área de artigos no site.