Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Cuidados para gatinhos

Cuidados para gatinhos

É importante assegurar um começo radioso para si e para o seu gatinho. Para o ajudar, compilámos algumas sugestões e informações úteis para assegurar que o vosso relacionamento arranca com a pata direita.

Preparar a sua casa à prova de gatinhos

O seu gatinho é como uma bolinha de energia. Para além do mais, os gatos possuem uma perspetiva mais baixa, o que significa que podem ver coisas que nos passam despercebidas quando estamos de pé. É por isso que preparar a sua casa à prova de gatinhos é uma ideia brilhante. Aqui ficam algumas sugestões para o ajudar:

  • Tudo em sua casa é novidade para o seu gatinho. É muita informação para processar. Assim, o melhor é dar-lhe acesso a uma divisão de cada vez, para que se vá aclimatando às diferentes partes da casa.
  • O seu lar é um ambiente novo e o seu gatinho tem necessidade de se sentir seguro. Uma cama é essencial, não apenas para dormir, mas também como um refúgio onde ele se pode recolher para descansar. A cama deve ser quente, seca e confortável, numa área sossegada da casa, longes de outros animais e de crianças. Certifique-se de que tem uma caixa de areia, um comedouro, um bebedouro e um poste de arranhar que o gatinho adote como seus. Mostre ao seu gatinho onde se encontra e não o mude de lugar para que possa ter um ponto de referência.
  • Certifique-se de que todas as portas e janelas estão fechadas, ou coloque telas protetoras nas janelas para evitar quedas e manter o gatinho afastado de varandas, alpendres superiores e pátios.
  • Armazene detergentes de limpeza, bolas de naftalina, anticongelante (os gatinhos são atraídos pelo aroma adocicado) e outros produtos em locais fechados em segurança. Proceda de igual modo para acessórios de costura, pregos, agrafos, contas, latas de alumínio e sacos de plástico, mantendo-os fora do alcance do gatinho.
  • Remova plantas de interior venenosas* ou coloque-as suspensas em cestos, completamente inacessíveis.  
  • Mantenha as tampas das sanitas fechadas. Caso contrário, o gatinho pode ir brincar na água e correr o risco de ficar preso se a tampa cair. Por outro lado, o líquido de limpeza das sanitas pode ser prejudicial se engolido.
  • Certifique-se de que coloca proteção na lareira (uma chaminé sossegada e na penumbra é convidativa para um gatinho, que pode considerar que o local é uma caixa de areia).
  • Esconda os cabos elétricos debaixo das carpetes ou fixe-os com fita adesiva ao chão ou à parede. Pode também utilizar um protetor espesso de cabos (à venda nas lojas de ferragens) para impedir que o seu gato os roa.
  • Nunca dê medicação ao seu gatinho sem consultar previamente o veterinário. Assegure que todos os tipos de medicamentos estão fora do alcance do gatinho.  
  • Quando estiver na cozinha, verifique onde está o gatinho antes de fechar a porta do frigorífico, do forno, da máquina de lavar loiça ou da máquina de secar roupa e se sentar à mesa.
  • Efetue sempre uma "busca pelo gatinho" antes de se sentar num sofá ou almofada, bem como antes de sair de casa, para ter a certeza de que o gato não ficou trancado por acidente num armário ou num quarto vazio.
  • Não é recomendável deixar o gatinho sozinho no exterior antes que esteja completamente adaptado a si e à sua nova casa. Se o gatinho for para o exterior, buzine e bata no capot do carro antes de ligar o motor, para garantir que ele não se aninhou debaixo do capot para se manter quente.
  • Não utilize cobertores elétricos para aquecer a cama do gatinho, já que ele pode roer os fios.
  • Não amarre fitas no pescoço do gatinho, porque podem ficar presas em objetos quando estiver a brincar.
  • Use sempre brinquedos seguros e evite fios, que podem ser ingeridos e ser uma ameaça para a saúde.

*As plantas como a Ficaceaes (Figo), Liliaceases (lírio, tulipa, jacinto, lírio do vale e planta aranha), Araceaes, Euphorbiaceaes, Apocynaceaes, Agavaceaes (Dracena) etc. são perigosas para os gatos. Recomendamos que consulte o veterinário para obter uma lista de plantas venenosas. Também pode encontrar informações nesta ligação:
http://www.icatcare.org/advice-centre/cat-care/cats-and-poisonous-plants

Aspetos essenciais de nutrição

Há mais de 50 anos que a Purina Friskies® ajuda os felinos a brilharem ao mais alto nível com nutrição 100% completa e equilibrada, numa gama de receitas deliciosas. Assim, pode dizer-se que somos especialistas em assegurar que os gatinhos sejam nutridos com felicidade.

Às três ou quatro semanas de vida, o seu gatinho estará pronto para passar para comida sólida, com receitas especialmente formuladas, como Friskies® Junior . Nunca alimente o seu gatinho com fórmulas para adulto, porque estas não fornecem nutrientes suficientes para ajudar a promover um crescimento saudável e harmonioso.

Para ajudar à transição do leite materno para a comida sólida durante a desmama, sugerimos adicionar uma parte de água quente para três partes de ração seca Friskies® Junior Dry. Lembre-se, mesmo que o seu gatinho tenha aspeto de adulto, na realidade ele ainda está a crescer e a desenvolver-se. Assim, é importante continuar a alimentá-lo com uma fórmula Junior até aos 12 meses.

Água

Para manter o seu gatinho saudável, é importante fornecer diariamente bastante água fresca numa gamela lavada. Durante os meses quentes de Verão, o seu gatinho talvez coma menos, mas beberá mais. Assim, certifique-se de que mantém o bebedouro cheio de água fresca e limpa em todas as ocasiões. E lembre-se de tentar encorajar o gatinho a beber da gamela e não do lava-loiças, da sanita ou da banheira. A água nesses locais pode conter resíduos de desinfetantes e detergentes, para não mencionar o risco de que ele possa cair dentro de água!

A primeira vez no exterior

Se decidiu permitir que o seu gatinho saia de casa, vá-lhe mostrando o mundo exterior progressivamente. Tudo será novo e excitante, mas também potencialmente assustador, de modo que é preferível manter-se por perto para o tranquilizar. O veterinário dir-lhe-á quando for seguro deixar sair o seu gatinho, mas geralmente é-o por volta dos 3 meses e uma semana depois da última vacina.

 

Aqui ficam algumas sugestões úteis:

  • Mantenha a vacinação em dia e peça informação ao veterinário sobre novas vacinas de proteção contra doenças dos felinos.
  • Certifique-se de que o gatinho tem uma chapa de identificação com a sua morada e o número de telefone do seu veterinário. Uma faixa refletora na coleira é útil para que o gato seja visível para os condutores à noite.
  • Se tiver um jardim ou se viver numa área sossegada, uma porta para gato que possa ser trancada pode ser uma boa ideia, já que permitirá ao gatinho ser independente durante o dia, mas manter-se em segurança dentro de casa durante a noite.
  • Também pode construir uma zona de segurança no seu jardim. Pode ligar à porta para gato uma jaula de jardim de grande dimensão. Se construir uma jaula, esta deve ter uma secção quente e impermeável e deve estar posicionada metade ao sol e metade à sombra. Pode igualmente acrescentar um tronco de árvore, uma moldura de trepar, cordas, poleiros, erva para gatos, uma caixa de areia e um bebedouro, para que o seu gatinho tenha tudo o que precisa se desejar ficar no exterior.
  • Apesar de serem muito inteligentes, os gatos muitas vezes são distraídos e desatentos com os perigos, como carros. Assim, se vive num apartamento ou perto de uma estrada movimentada, considere manter o seu gato dentro de casa ou utilize uma trela no exterior. Lembre-se igualmente de verificar o caminho para a garagem antes de fazer marcha atrás.
  • Utilize sempre uma caixa de transporte para deslocar o seu gato em segurança, no exterior ou de carro.
  • Certifique-se de que avisa os vizinhos sobre a chegada do seu novo gatinho, para evitar potenciais perigos de pessoas que recorrem a veneno para matar ratos.

 

Treino

Os gatos são suficientemente inteligentes para reconhecerem os seus nomes e até podem ser treinados para se aproximarem ao som de um comando. Quanto mais cedo o começar a treinar, e quanto mais divertido e gratificante for esse treino, maiores serão as hipóteses de ser bem sucedido. No entanto, recorde que, por desenvolverem personalidades muito próprias, cada gato reagirá de modo diferente ao início. Alguns irão ignorá-lo, enquanto que outros se mostrarão muito curiosos e ansiosos por aprender. Basta fazer um esforço para ser paciente e pode estar certo de que as sessões de treino serão uma fonte de inúmeras horas de divertimento para si e para o gato.

Sugestões de treino:
1. Treine o gato antes das horas das refeições, para não perder o efeito de uma guloseima de recompensa num estômago cheio. Ao mesmo tempo, não deixe o gato "esfomeado" na perspetiva de o manter ansioso por aprender. Um gato com fome rapidamente se transforma num gato irritado.
2. Elimine qualquer ruído da televisão ou da aparelhagem, já que pode distrair o gato.
3. Mantenha as sessões curtas (cerca de 15 minutos), para que o gato esteja fresco e alerta e não se aborreça ou canse.
4. Assegure que os comandos de treino, sinais e recompensas sejam sempre os mesmos.
5. Tente passar um mínimo de 10–15 minutos diários em treino e mantenha essa rotina. Dessa forma, irá criar melhores laços com o seu gato e será mais provável que ele obtenha os resultados que pretende.

Conhecer o veterinário

Ter em casa um gato feliz e saudável trará alegria aos seus dias. Assim, é importante que o veterinário conheça o seu gato desde uma tenra idade e que proceda a um exame inicial e ao plano de vacinação. Assegure que fornece tanta informação quanto possível, incluindo a data de nascimento e quaisquer vacinações anteriores. Lembre-se, a primeira visita do seu gatinho ao veterinário pode definir um padrão para a vida, logo, minimize o nível de stresse para que o gato não associe as visitas futuras a uma má recordação.

Os gatinhos recém-nascidos também recebem anticorpos através do leite materno. As vacinações iniciais normalmente começam por volta das seis semanas de idade e as adicionais podem ser administradas mais tarde. Contudo, é uma boa ideia perguntar ao veterinário qual a data indicada para iniciar um calendário de imunização.
Recorde igualmente que, a seguir à sua família, o veterinário é a pessoa mais importante na vida do seu gatinho. Caso tenha dúvidas ou preocupações, jogue pelo seguro e contacte o veterinário.

  • Galeria

    ​Anúncios televisivos, vídeos, wallpapers: irá encontrá-los todos na nossa galeria!

    Visualizar e partilhar

  • Perguntas mais frequentes sobre saúde dos felinos e conselhos

    ​As suas questões respondidas

    Encontre-as aqui

  • Através dos olhos do seu gato

    Sabe como o seu gato vê o mundo?

    Faça o nosso teste