Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Your Pet, Our Passion.
Cão d'Água Espanhol

Principais características da raça de cães Cão d'Água Espanhol

Um cão robusto de porte médio, com uma pelagem encaracolada e lanosa e encordoada quando longa, a raça canina d'Água Espanhol é robusta e musculosa. Como o nome indica, estes cães adoram molhar-se e são adequados para nadar.

O que necessita saber
  • Cão adequando para donos com alguma experiência
  • Necessário algum treino
  • Gosta de passeios exigentes onde gaste muita energia
  • Gosta de dar passeios de mais de duas horas por dia
  • Cão médio
  • Cão que se baba pouco
  • Requer tratamento do pelo dia sim dia não
  • Raça hipoalergénica
  • Cão conversador e vocal
  • Não é um cão de guarda
  • Pode precisar de treino antes de viver com outros animais
  • Cão perfeito para famílias

Características

Esperança Média de Vida: 10 – 14 anos
Peso em Adulto:  Machos adultos pesam 18-22kg e as fêmeas adultas pesam 14-16kg
Altura:  Os machos adultos medem entre 44-50cm e as fêmeas adultas medem 40-46cm
Cores:  A pelagem pode ser branca ou castanha, preta e branca, ou castanha e branca, e preta lisa
Porte:  Médio

Avaliação

Adequado para Famílias: 5/5
Necessidade de Exercício: 5/5
Fácil de Treinar: 4/5
Tolerância para ficar sozinho: 2/5
Sociável com outros animais: 5/5
Nível de Energial: 5/5
Escovagem e Higiene: 2/5
Queda de Pelo: 1/5
Cachorro beijando seu dono

Personalidade

Um cão feliz, leal, suscetível, e equilibrado, o Cão d'Água Espanhol é muito afeto aos seus donos, mas tem tendência para selecionar um membro da família como seu dono direto. Tem uma tendência natural para o proteger e, se considerar necessário, anuncia a presença de estranhos.

Cão parado na margem do mar

História e Origem

País de Origem: Espanha

Os cães d'água com uma pelagem lanosa, como o Cão d'Água Espanhol, existem há milhares de anos na Europa e, fisicamente eles são muito semelhantes ao Barbet Francês, ao Lagotto Romagnolo italiano e ao Cão d'Água Português. O Cão d'Água Espanhol pode ter chegado à Península Ibérica com os mouros, com os romanos, ou até mesmo com os comerciantes, e era recrutado para pastorear ovelhas e cabras em áreas acidentadas e para ajudar os pescadores nas zonas costeiras a recuperar tudo o que caia dos barcos e trazerem as redes.  Atualmente, este cão desempenha todas estas funções como também atua em atividades de cobro de aves marítimas e como cão-polícia.