Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Your Pet, Our Passion.
Basset Hound

Basset Hound

Os Basset Hound são cães grandes com patas curtas ("Basset" vem da palavra francesa "bas" que significa "baixo"). Do grupo de cães farejadores, esta raça foi originalmente usada para caçar pequenos animais, mas agora são populares como cães de família devido ao seu comportamento relaxado e afetuoso.

O que necessita saber
  • Cão adequando para donos com alguma experiência
  • Necessário algum treino
  • Gosta de passeios com alguma atividade
  • Gosta de dar passeios de uma hora por dia
  • Cão médio
  • Cão que se baba pouco
  • Requer tratamento do pelo dia sim dia não
  • Raça não hipoalergénica
  • Cão muito vocal
  • Não é um cão de guarda
  • Pode precisar de treino antes de viver com outros animais
  • Cão perfeito para famílias

Características

Esperança Média de Vida: 10–12 anos
Peso em Adulto: 18–27kg
Altura: 33–38cm
Cores: A pelagem curta e sedosa pode surgir em qualquer cor natural dos sabujos, mas é normalmente tricolor (preta, castanha e branca) ou bicolor (limão e branca)
Porte: Médio

Avaliação

Adequado para Famílias: 5/5
Necessidade de Exercício: 2/5
Fácil de Treinar: 2/5
Tolerância para ficar sozinho: 3/5
Sociável com outros animais: 5/5
Nível de Energia: 2/5
Escovagem e Higiene: 4/5
Queda de Pelo: 4/5
Basset hound tricolor sentado na relva.

Personalidade

Apesar de parecer taciturno e sério, o Basset Hound é sociável, calmo e brincalhão. É carinhoso, afeto pelas crianças e dá-se bem com outros cães e animais domésticos. Recebem estranhos com alegria, contudo em caso de perigo ladram alto. Os exemplares desta raça não apreciam estar sozinhos durante muito tempo, portanto se tiver de deixar o seu cão durante algum tempo sozinho, aconselha-se arranjar uma companhia congénere.

Basset hounds com os proprietários na praia.

História e Origem

País de Origem: França

Esta raça foi pela primeira vez mencionada em França no século XVI, tendo sido criada por monges medievais para caçar em áreas de vegetação densa. Contudo, foi nas ilhas britânicas que a raça floresceu na segunda metade do século XIX. Em 1866, um par de sabujos pertencentes ao Marquês de Tournon foram importados para o Lorde Galway de Inglaterra e, mais tarde resultou uma ninhada que foi enviada para o Lorde Onslow que continuou o desenvolvimento de uma matilha fenomenal ao cruzá-la com outras importações da matilha de Coultreux oriunda da Normandia. Esta importação foi interrompida de imediato e a versão britânica da raça canina Basset foi desenvolvida autonomamente.