Escolher um cão de raça pequena

Alimentação para cães de raça pequena

Os cães de raça pequena têm um rácio mais elevado de superfície de área por peso corporal que os cães de raças grandes.
Este rácio é conhecido como taxa metabólica e significa que têm necessidades energéticas mais elevadas. Consequentemente, em comparação com os cães de porte grande, devem ser alimentados com uma ração rica em energia, com mais calorias concentradas numa quantidade menor. Algumas raças pequenas são famosas por serem caprichosas com a comida, por isso, é uma boa ideia alimentá-los com rações muito saborosas.
Escolher um cão de raça pequena

A densidade energética é um fator essencial para escolher a ração ideal, mas é igualmente importante considerar o conteúdo de nutrientes. A saúde nutricional de um cão implica obter a proporção adequada dos nutrientes necessários em cada fase da vida. As proteínas, gorduras e hidratos de carbono são os nutrientes essenciais que produzem energia, mas os cães também precisam de vitaminas e minerais específicos. Devem ter água limpa e fresca sempre disponível, visto que assegura um nível de hidratação apropriado, ajuda a regular a temperatura corporal e é fundamental ao nível celular para manter todos os processos do organismo.



Para comparar os nutrientes das rações, deve subtrair o nível de água presente no alimento. Por exemplo, a ração seca geralmente contém cerca de 10% de água, e a ração húmida contém acima de 60%. Os nutrientes estão presentes na percentagem de ingredientes secos da ração. Os níveis de nutrientes são expressos como a proporção de energia metabolizável, ou energia efetiva disponível para consumo pelo organismo.



É essencial escolher uma ração adequada para cada etapa da vida do seu cão. Os cachorros de raça pequena são considerados adultos entre os 9 e 12 meses de idade, consoante a raça, ao passo que as raças grandes e gigantes podem não amadurecer completamente até ao período entre os 18 meses e os 2 anos. Os cães adultos devem ser alimentados com o intuito de preservarem a sua condição física ideal. As variáveis que influenciam os requisitos energéticos e, consequentemente, a forma física, incluem a idade, o género, o metabolismo, o estado reprodutivo, como a esterilização, o nível de atividade e o ambiente geral.



Cerca dos 8 anos, o cão entra na terceira idade. Essa fase da vida é marcada por alterações fisiológicas internas que podem não ser evidentes externamente, como o abrandamento da eficiência do cérebro na metabolização da glucose, a fonte principal de energia. Os cães seniores também enfrentam um risco mais elevado de obesidade ou perda de peso, portanto, é crucial preservar a massa muscular e minimizar o aumento de gordura. Este equilíbrio é obtido através de um alimento com os níveis adequados de proteína e gordura para cada cão.



Escolher a ração certa para o seu cão de raça pequena é uma tarefa contínua baseada na fase da vida, no estilo de vida e nos requisitos nutricionais em evolução. A sua capacidade para equilibrar a densidade energética da ração com os requisitos energéticos do seu cão ajuda a promover uma vida saudável. É importante seguir os guias de alimentação relativas às necessidades específicas do seu cão e efetuar uma avaliação mensal da condição corporal.



Para determinar que quantidade de ração deve dar ao seu cão, é útil ter em conta que as doses diárias recomendadas são quantidades sugeridas com base nos requisitos energéticos médios dos cães. Alguns cães podem precisar de mais ou menos quantidade do que o recomendado devido às suas características físicas e nível de atividade específicos.

A melhor forma de determinar se uma ração é adequada ao nível de atividade consiste em examinar regularmente o corpo do cão e monitorizar a sua condição física. Se o seu cão tem uma pelagem espessa, deve examiná-lo por baixo do pelo. Para tal, apalpe as costelas e veja se as consegue sentir sem excesso de gordura.

Quando observa o cão visto de cima, a cintura deve ser visível por baixo das costelas em forma de ampulheta. Por fim, se o observar de lado, o estômago deve ser firme e apresentar uma reentrância ascendente regular desde as costelas até ao pélvis. A quantidade de ração deve ser ajustada de modo a manter a condição física ideal do cão em cada etapa da vida.

O alimento certo para o seu cão de raça pequena
O alimento certo para o seu cão de raça pequena
O seu cão de raça pequena é um companheiro sem igual, cheio de energia, divertido e curioso. Apesar da sua grande personalidade, é mais pequeno que os outros cães e, portanto, tem necessidades diferentes.
Descubra a gama