Porque é tão importante cuidar da higiene o seu cão?

Quer tenha uma bolinha de pêlo como um Lulu da Pomerânia ou um Terrier de pêlo cerdoso, precisa de ajudar a manter o seu pêlo saudável.
Importância de escovar o seu cão
Importância de escovar o seu cão
Importância de escovar o seu cão
Quanto precisa de escovar o seu cão e com que frequência, dependerá da sua raça e do seu tipo de pêlo, mas é importante que saiba que escovar o pêlo do seu cão não é apenas importante para o manter bonito. Também permite que passem tempo de qualidade juntos e dá-lhe a oportunidade de estar atento à sua condição corporal e identificar sinais iniciais de algum problema de saúde.
Benefícios de escovar o seu cão
Escovar o seu cão pode parecer superficial, mas tem muitos benefícios tanto para a saúde exterior como interior. Resumindo, escovar o seu cão:

  • Remove os pêlos mortos e distribui os óleos naturais, ajudando a manter o pêlo e a pele do seu cão saudáveis
  • Dá-lhe a oportunidade de identificar caroços e altos, parasitas ou feridas, que possam precisar de atenção
  • Melhora a circulação
  • Reduz o stress e a pressão sanguínea de ambos (e isto está cientificamente comprovado!)
  • Reduces stress and blood pressure – in both of you (and that’s been scientifically proven!)
A regra de ouro é começar a escovar o seu cão, desde cedo. Se o seu cachorro se habituar a ser manuseado, desde pequenino, tornará qualquer exame veterinário ou escovagem muito menos stressante no futuro!

No que diz respeito à frequência com que deve escovar o seu cão, depende do tipo de pêlo tem e da quantidade de pêlo que perde. Para cães com pelagem longa, a maioria dos médicos veterinários aconselha que o cão deve ser escovado todos os dias para evitar emaranhados. Cães de pelagem curta devem ser escovados uma vez por semana, enquanto que cães de pêlo curto pode, geralmente, ser escovadas uma vez por mês. Apesar de algumas raças, como os Caniches, não sofram qualquer queda de pêlo, têm ainda assim tendência para ficar com nós, pelo que precisam de uma escovagem e corte de pêlo regular para evitar que a pelagem fique demasiado longa e espessa.
Quando deve escovar o seu cão
Escovar um cachorro não é muito diferente de escovar um cão adulto, apesar do seu pêlo ser mais suave, mais fofo e mais curto.

O mais importante a fazer é conquistar a sua confiança para que ele veja a escovagem como uma experiência agradável.

  • Comece por mimá-lo, enquanto escova o seu corpo suavemente. Escolha um lugar calmo para este momento para que o seu cachorro se sinta tranquilo e confortável. Até pode ser fora de casa se o tempo estiver bom!
    • Dê-lhe muitos elogios e, após alguns minutos, pare de escovar e ofereça-lhe um snack.
      • Se o seu cachorro tentar morder ou brincar com a escova, afaste-se mas não o deixe ir embora. Não se zangue com ele, caso contrário poderá associar a escovagem a uma experiência negativa. Da mesma forma, não que transformar a escovagem numa brincadeira, pelo que deve ignorar os maus comportamentos e elogiar os bons.
        • Escove-o várias vezes por dia, aumentando gradualmente o tempo de escovagem. Após cerca de cinco dias, pode começar a escovar outras zonas do corpo, tais como a barriga, a cauda, as orelhas ou outras áreas sensíveis.
          • Toque nas patas e examine as unhas e dedos para o habituar a essa sensação.
            • Examine o interior das suas orelhas e abra gentilmente a boca dele. Habituar-se a este contacto próximo, tornará a sua vida muito mais fácil e muito menos stress para o seu cão, no futuro.
              • Termine sempre a sessão de escovagem com um snack, um jogo ou um passeio.
À medida que o seu cachorro cresce, a sua rotina de escovagem no future dependerá do seu tipo de pêlo. Por exemplo, escovar um Bichon Frisé é diferente de escovar um Caniche. Dito isto, o material de escovagem base de que necessita varia pouco de uma raça para outra: uma escova, pentes de dentes largos e finos e uma escova de stripping para remover os pelos mortos. O seu criador, médico veterinário ou groomer profissional poderão aconselhá-lo sobre o que é mais adequado para o seu cão.

Para escovar, comece por usar os seus dedos para soltar cuidadosamente algum emaranhado de pêlo que possa existir. Nunca utilize tesouras para cortar pêlos emaranhados porque podem estar muito próximos da pele e por, sem querer, apanhar pele.
  • Escovar cães com pêlo curto ou suave

    Cães com pêlo curto ou suave não costumam precisar de muita escovagem para remover pele e pêlos mortos. Utilize uma escova ou luva específica para cães para soltar quaisquer pêlos mortos ou sujidade e, de seguida, remova-os com uma escova. Este procedimento dará brilho ao pêlo do seu cão.

    • Escovar cães de pêlo com comprimento médio

      Comece com uma escova ou pente de metal para gentilmente remover nós e emaranhados e, de seguida, use uma escova para remover o pêlo morto e a sujidade.

      • Escovar cães de pêlo longo

        Pelagens longas necessitam de atenção diária para evitar nós. Comece por uma escova ou pente de metal para deparar pêlos emaranhados, tendo especial cuidado com o dorso, a cauda e as patas. Escove o pêlo para a frente e para trás para realçar o brilho natural das pelagens sedosas. Se o pêlo do seu cão ficar demasiado emaranhado, que não consiga escová-lo sem causar desconforto, procure ajuda de um médico veterinário ou groomer profissional. Pode optar por visitas regulares a um groomer profissional para manter o pêlo do seu cão mais curto e fácil de escovar.

        • Escovar cães com pêlo encaracolado que não cai

          Pelagens deste tipo, como por exemplo o pêlo dos Caniches, requerem muito cuidado e atenção. Porque este tipo de pêlo não para de crescer, necessitam de banhos e cortes de pêlo regulares. Manter este tipo de pêlo curto, facilita muito a escovagem, pelo que deve consultar um bom groomer profissional para o ajudar a manter a pelagem do seu cão saudável. Para escovar o seu cão, comece por gentilmente remover o pêlo solto e, de seguida, use um pente ou escova de metal para remover nós e emaranhados. Pelagens encaracoladas e que não caem precisam de ser escovadas a cada dois dias, mas com cuidado e atenção.

Como escovar o seu cão
Cortar o seu pêlo
Há várias razões para o seu cão precisar de cortar o pêlo: para remover nós, para os ajudar a ver corretamente, por questões de higiene ou simplesmente para o manter fresco no verão.

Pode comprar uma tesoura para cortar o pêlo do seu cão, mas se não tiver a certeza de como o fazer corretamente, deve recorrer a um groomer profissional. Cortar o pêlo é bem mais difícil do que parece e os profissionais sabem como fazê-lo de forma adequada.
Por regra, raramente os cães precisam de mais de dois ou três banhos por ano. Demasiados banhos podem até remover os óleos naturais do pêlo. Na maioria das vezes, uma rápida lavagem de patas será suficiente, mas se ele tiver alguma questão de saúde, se rebolou em algo desagradável, esteve exposto a algum spray ou óleo tóximo ou se simplesmente achas que o seu cão cheira mal, chegou provavelmente a altura de tomar banho. Se o pêlo do seu cão estiver muito emaranhado ou se a pele está sensível ou dorida, deve contactar o seu médico veterinário, antes de dar banho ao seu cão.
Antes de dar banho ao seu cão

Antes de dar banho ao seu cão

  • Coloque tudo o que vai precisar num sítio para que esteja tudo à mão, enquanto dá banho ao seu cão, para que ele não tenha hipótese de fugir. Precisará de:
  • Assegure-se que tem tempo suficiente para dar banho ao seu cão, uma vez que ele ficará ansioso se o fizer cheio de pressa. O tempo que demora depende do tamanho do seu cão ou do seu tipo de pêlo.
    • Leve o seu cão a passear antes do banho para o cansar e tornar menos impaciente.
      • Garanta que a sua casa está aquecida e que há um espaço onde o seu cão possa secar sem sentir frio.
  • Uma bacia, chuveiro ou banheira (com piso anti-derrapante) dependendo do tamanho do seu cão.
    • Um champô específico para cães (e um amaciador, se necessário) formulado para o tipo de pêlo do seu cão. Escolha um champô suave sem substâncias químicas ou perfume. Nunca utilize produtos de uso humano porque a pele e pêlo so seu cão são muito diferentes das nossas e têm um pH distinto.
      • Várias toalhas para enxugar o seu cão e proteger o chão.
        • Um familiar ou amigo que o possa ajudar nesta tarefa.
Dar banho ao seu cão

Dar banho ao seu cão

  • Escove o seu cão para remover pêlos emaranhados, nós ou corpos estranhos.
    • Esteja no interior ou no exterior, use água morna e encha a banheira até ao nível dos joelhos do seu cão. Não a encha em demasia para o seu cão não se assustar.
      • Durante o banho, use um chuveiro para molhar o pêlo e aplique uma pequena quantidade de champô. Leia sempre o rótulo porque há champôs que precisam de ser diluídos, enquanto que champôs com objetivos terapêuticos podem precisar de atuar durante alguns minutos. Faça espuma em todo o corpo, incluindo a cauda, o peito, a barriga e o pescoço, tendo especial cuidado em evitar os olhos e as orelhas.
        • Se o seu cão mostrar sinais de nervosismo, especialmente se for o seu primeiro banho, dê-lhe muitos elogios e confiança ao longo do banho.
  • Quando ele estiver pronto para ser enxaguado, use uma mão para usar o chuveiro (use sempre água morna e limpa) e a outra para usar um pano para proteger os seus olhos e orelhas. Se o seu cão tem muitas pregas no focinho ou orelhas longas e penduradas, utilize toalhitas para limpar bem cada prega. Pode também utilizar um pano suave sem excesso de água e sem champô. Pode precisar de fazer isto regularmente, até diariamente, usando um pano limpo e suave.
    • Repita este processo se utilizar amaciador. É muito importante enxaguar bem o champô e/ou amaciador, uma vez que qualquer resíduo pode provocar comichão ou deixar a pele e o pêlo secos
      • Limpe o interior das orelhas, usando um produto específico para limpeza de orelhas (disponível nas clínicas veterinárias ou lojas de animais), mas nunca coloque nada dentro do canal auditivo, tais como algodão ou cotonetes.
        • Quando ele estiver totalmente enxaguado, tente enxugá-lo com uma toalha seca, antes de lhe dar oportunidade de se sacudir para remover o excesso de água. Seja como for, o mais provável é ficar molhado!
Depois do banho

Depois do banho

  • Quando os cães ficam molhados, a sua resposta natural é rebolarem e esfregarem as suas cabeças, pescoço e corpo no chão que esteja disponível, incluindo relva. Para evitar que fique rapidamente sujo, deixe algumas toalhas no chão da casa de banho para o encorajar a rebolar-se em cima delas.
    • Tal como gostam de se rebolar pelo chão, também gostam de se sacudir para remover quaisquer restos do seu banho.
      • Mal tenha terminado este seu comportamento natural, esfregue-o bem desde a cabeça até às patas com uma toalha. Se o pêlo dele for muito longo ou espesso, podem demorar muito tempo a seca, pelo que pode ser boa opção usar um secador. Os secadores de cabelo podem ser assustadores para um cão, pelo que deve transmitir-lhe confiança e compensar o seu bom comportamento. Garanta que o secador não se aproxima demasiado da pele e não o diriga diretamente aos olhos. Mantenha o ar do secador morno, mas não demasiado quente.
  • Se o seu cão precisa de usar o secador do cabelo, mas não está habituado, comece a introduzi-lo desde bem cedo, inicialmente apenas fazendo barulho no quarto, antes de aproximar o secador do cão, acompanhado de muitos encorajamentos suaves.
    • Cães pequenos e magros podem ficar com frio muito facilmente, pelo que deve mantê-lo num quarto aquecido até ficar totalmente seco. Com estes cuidados, está pronto a dar banho ao seu cão!
Quando está a cuidar da higiene do seu cão, não de esqueça de verificar as suas unhas. Se ele anda em pisos duros, como estrada ou pavimento, as unhas devem desgastar-se naturalmente, ficando com o tamanho adequado. No entanto, se acha que estão a ficar muito longas e com risco de se espetarem nas almofadinhas das patas, está na hora de as limar (se o seu cão for paciente!) ou usar corta-unhas adequados, disponíveis em lojas de animais ou clínicas veterinárias. Nunca use corta-unhas ou tesouras de uso humano.

Observe bem as unhas do seu cão antes de as cortar para ver onde terminam. Os cães têm um nervo sensível nas unhas, pelo que deve ter muito cuidado para não cortar demasiado as unhas, atingindo esta zona sensível. Cortar na zona errada da unha pode ser muito doloroso e, pode até sangrar. Se isto acontecer, não entre em pânico, aplique algodão e deve rapidamente parar de sangrar.

Corte apenas as unhas que precisam de ser aparadas e não se esqueça da unha que se encontra no calcanhar das patas.

Se não se sente confidante para cortar as unhas do seu cão, consulte o médico veterinário ou um groomer profissional, se acha que estão demasiado compridas. Se alguma das unhas estiver partida ou se reparar que falta alguma unha ao seu cão, deve de imediato consultar o médico veterinário-
O passo final da sessão de higiene do seu cão é lavar os dentes. A doença das gengivas pode ser o maior problema de saúde nos cães e a escovagem regular dos dentes ajuda a impedir a formação de tártaro. Use uma escova e pasta de dentes específicas para cães. Há pastas de dentes de diferentes sabores, incluindo fígado, menta, frango e manteiga de amendoim. Não use pasta de dentes de uso humano porque pode afetar o estômago do seu cão.

Pode começar devagar se nunca escovou os dentes ao seu cão. Comece por habituá-lo aos seus dedos dentro da boca dele, de seguida introduza a pasta de dentes e, por fim, a escova. Como sempre, elogie-o e recompense-o por se portar bem.