Pôr o seu cão a dormir

Apesar de nos partir o coração, a eutanásia do seu cão é por vezes a opção mais gentil para o seu pet. Nunca é fácil ter de colocar o seu cão a dormir, mas fazer a sua pesquisa antes do triste dia chegar pode ajudá-lo a perceber um pouco melhor o processo.
Owner sitting with senior golden retreiver
Owner sitting with senior golden retreiver
Owner sitting with senior golden retreiver

Apesar de nos partir o coração, a eutanásia do seu cão é por vezes a opção mais gentil para o seu pet. Nunca é fácil ter de colocar o seu cão a dormir, mas fazer a sua pesquisa antes do triste dia chegar pode ajudá-lo a perceber um pouco melhor o processo.

Devo pôr o meu cão a dormir?

É a decisão que nunca ninguém quer fazer, mas se a qualidade de vida do seu cão está a sofrer sem qualquer sinal de melhoria, poderá descobrir que a opção mais gentil passa por colocar o seu cão a dormir. É uma escolha muito difícil; por um lado, quer passar o maior tempo possível com o seu amigo mas, por outro lado, quer tomar a decisão certa para ele.

Normalmente, você terá algum tempo para pensar nas coisas, e recomendamos-lhe que fale com a sua família e amigos e que consulte o seu veterinário como parte do processo. Enquanto você e a sua família poderão perceber se o comportamento do seu cão não está de acordo com o seu caráter ou se parecer que o seu cão está a lutar contra a sua situação, o seu veterinário terá uma boa visão sobre como isso está a afetar a sua qualidade de vida. Considere a mobilidade, o apetite, a respiração, o conforto, os hábitos de higiene, a capacidade mental, a felicidade e a resposta ao tratamento. Se notar alguma falha nesses aspetos, procure obter conselhos adicionais do seu veterinário.

No final de contas, a decisão de colocar o seu cão a dormir será sua, mas lembre-se de que às vezes a decisão mais gentil e responsável é deixá-lo ir, especialmente se o seu cão sofrer caso continue na mesma situação.

Decidir colocar o seu cão a dormir é difícil para toda a família, especialmente para as crianças. Se puder, tente sentar-se com a sua família e discuta a decisão em conjunto, seja honesto com as suas razões e o que isso significará para todos, incluindo o seu amado animal de companhia. Obviamente, essa será uma conversa perturbadora, e pode provocar algumas lágrimas, mas tente concentrar a conversa no que é melhor para o seu cão – afinal, todos querem fazer o que é certo para ele.

Nos dias e semanas seguintes à perda do seu cão, tente concentrar-se nos bons momentos – todos aqueles passeios maravilhosos, os jogos que ambos fizeram e a felicidade que proporcionou ao seu cão.

.

O que envolve a eutanásia do cão?

Prepare-se a si e ao seu cão

Prepare-se a si e ao seu cão

Há uma boa razão pela qual a eutanásia do cão também é conhecida por ‘colocar o cão a dormir’. É um procedimento muito pacífico, e irá ajudar o cão a adormecer com a menor dor e dificuldade possíveis.

  • Se o seu cão estiver angustiado ou chateado, ele poderá receber um sedativo suave para relaxar.
  • O medicamento é geralmente administrado através de uma veia na pata da frente do cão e o seu veterinário pode colocar uma ‘linha’ ou cateter na veia primeiramente.

  • O seu veterinário irá administrar uma overdose calculada de um medicamento, semelhante a uma anestesia, que colocará o seu cão num ‘sono’ profundo e permanente.
  • Geralmente, haverá uma enfermeira veterinária na sala para ajudar o veterinário, e você poderá também ficar durante todo o tempo se quiser, para fazer festinhas ou abraçar o seu cão enquanto ele se afasta.
  • Não demora muito tempo até que os cães desapareçam suavemente e, o mais importante, é que eles não devem sofrer qualquer tipo de dor.
  • Dependendo das circunstâncias, o seu veterinário pode concordar em colocar o seu cão a dormir na sua casa. Nesse caso, ele deslocar-se-á a sua casa e executará aí o procedimento.

Depois de dizer adeus ao seu cão

Orange welfare icon

O que acontece a seguir?

Terá depois uma série de escolhas a fazer em relação ao que acontece depois de o seu cão ter sido posto a dormir e, novamente, esta é uma decisão que poderá querer tomar com a sua família.

Poderá levar o seu cão para casa depois do procedimento e enterrá-lo em casa ou poderá querer que ele seja enterrado ou cremado num cemitério para animais de companhia. Tenha em mente, no entanto, que alguns conselhos não permitem enterros em casa, ou pelo menos exigem que peça permissão – deverá então falar com a autoridade local ou pedir o conselho do seu veterinário antes de tomar a sua decisão final.

Alternativamente, poderá pedir ao seu veterinário para organizar a cremação. Depois disso, pode pedir ao seu veterinário para mexer nas cinzas ou pedir para que estas sejam colocadas à parte para que possas guardá-las ou espalhá-las. Se optar por guardar as suas cinzas, haverá custos adicionais envolvidos e, portanto, deve pedir ao seu veterinário para confirmar esses custos antes de fazer a sua escolha.

Lidar com a perda

Colocar o seu cão a dormir é doloroso, e perder esse membro da família deixa-o inevitavelmente com uma sensação de perda. O luto é completamente normal – acabou de se despedir de um amigo muito amado e toda a gente na família terá a sua própria maneira de lidar com este adeus.

Poderá optar por tirar algum tempo de folga, especialmente se tiver filhos que estão a ter dificuldade em adaptar-se – dar apoio uns aos outros como família pode ajudar no processo de cura. Se der por si a martirizar-se por ter colocado o seu cão a dormir, lembre-se que foi a melhor decisão para ele. Com essa decisão, ajudou o seu cão a aliviar o seu sofrimento e libertou-o da má qualidade de vida que levava. Além disso, permitiu que o seu cão adormecesse para sempre sem dor e com dignidade. Tomou uma decisão difícil mas responsável e desinteressada e mostrou ao seu cão a melhor bondade num tempo em que ele necessitava dessa atitude.

Se tiver outros animais de companhia na sua família, poderá reparar na sua mudança de comportamento – eles podem procurar pelo seu amigo ou começar a choramingar, enquanto os cães previamente submissos podem tornar-se um pouco mais dominantes. Ninguém sabe se os cães experimentam esse tipo de sofrimento da mesma forma que os humanos, mas eles podem também debater-se com uma sensação de perda e absorver as emoções do resto da família, pelo que deve oferecer-lhes muito amor e tranquilidade.

Nos dias e semanas que se seguem à perda do seu cão, tente concentrar-se nos bons momentos – todos aqueles passeios maravilhosos, os jogos que jogaram juntos e a felicidade que proporcionou ao seu cão. Por mais esmagadora que seja a sua dor, contudo, poderá olhar para trás e ver uma amizade incrível, bem como lembrar-se do seu cão com orgulho.

Para obter mais ajuda e conselhos sobre como lidar com a eutanásia do cão, veja o nosso artigo sobre como dizer adeus ao seu cão.

Orange welfare icon

Devo adquirir outro cão?

Adquirir outro cão depois de o seu cão ter falecido é uma decisão pessoal que não deve ser apressada. Algumas pessoas não podem suportar o silêncio de uma casa vazia, enquanto outras precisam de mais algum tempo para conseguir lidar com a perda do seu cão.

Não há nenhuma resposta certa nem errada, mas certifique-se de que não tem um novo cão enquanto as suas emoções ainda estão ‘em carne viva’ – o seu novo cão irá precisar de ser bem-vindo na sua futura e amorosa casa. Este cão não irá substituir o cão que perdeu, mas será igualmente único e especial, à sua própria maneira. Poderá esperar por um futuro com novas memórias com o seu novo e leal amigo.