Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Your Pet, Our Passion.
código gatinho animado
Dois gatos sentados num sofá com uma almofada vermelha

Uma exploração aos incríveis sentidos dos gatos

5 min de leitura

Descubra fatos fascinantes sobre os cinco sentidos do seu gatinho e se pode haver um sexto, como afirmam alguns donos de gatos.

Desde tocar piano a fazer saltos mortais e escaladas a árvores que desafiam a gravidade, os gatos estão constantemente a surpreender-nos com suas impressionantes habilidades. Mas por detrás dessas incríveis habilidades estão os apurados sentidos dos gatos, aprimorados ao longo de milhares de anos.

Os nossos gatos têm bigodes que funcionam como antenas, orelhas que funcionam como antenas parabólicas e um mecanismo de odor duplo que bate até mesmo os narizes caninos mais apurados. O mundo sensorial dos gatos é intrigante e, em muitos aspetos, único. Continue a ler para descobrir como é que os sentidos dos gatos trabalham em sintonia para tornar o mundo a claro e vívido e para descobrir alguns fatos fascinantes ao longo do processo.

 

O Olfato dos gatos

O poder de um gato a detetar cheiros não é nada a que se deva torcer o nariz. Com quase 40 vezes mais células sensíveis a odores do que o nosso nariz humano possui, o olfato de um gato é um mecanismo maravilhosamente complexo que alguns investigadores classificam melhor do que o dos nossos confiáveis caninos. Não por isso nenhuma surpresa, que um gato confie mais no cheiro que o seu nariz pode cheirar do que no que os seus olhos vêem para explorar seu ambiente ao seu redor. Do vínculo mãe-cria à caça, acasalamento e exploração dos ambiente, o olfato do gato é a ferramenta mais confiável para recolher informações vitais.

Gato satisfeito a ter o rosto esfregado

Para lá das interações sociais, esse poderoso sentido de olfato é uma das melhores ferramentas de caça que um gato pode desejar, identificando a presa muito antes desta suspeitar que está em perigo. O mesmo acontece para a comida de gato bem escondida no fundo do armário da cozinha. Não pense que o olfato do seu gato ainda não identificou o seu precioso esconderijo só porque eles não o podem ver!

Um fato fascinante sobre o olfato dos gatos

Os gatos têm um mecanismo de odor duplo que é um fascinante super poder e bastante rara no reino animal. Como outros animais, os gatos têm receptores olfativos (cheiro) regulares para captar os aromas no ar. Mas para além disso os gatos também têm um segundo “nariz” localizado no céu da boca, chamado órgão vomeronasal. Este tem uma função um pouco diferente, apanhar tipos de feromonas que os receptores de odores regulares não conseguem detetar. Estas feromonas são importantes para informações sociais, de acasalamento e territoriais.

 

A visão dos gatos

Quando se trata da capacidade dos gatos de verem no escuro, um estudo descobriu que grande parte daquilo que os permite atuar tão bem à noite é que os gatos podem ver a luz ultravioleta que nós, humanos, nem sequer conseguimos detetar. No entanto, a sua visão diurna é menos desenvolvida, pois eles são maioritariamente caçadores noturnos. Além disso, os gatos têm um tipo de miopia, o que faz com que sejam capazes focar bem os objetos mais próximos, mas têm dificuldades com objetos que estão mais distantes.

Apesar dos seus olhos inteligentes, um rato apressado pode ter uma hipótese de passar despercebido. Isto porque os gatos têm um ponto morto localizado logo abaixo do queixo. Então, se o seu gatinho não consegue ver bem as coisas debaixo do seu nariz, vamos saber porquê!

Os gatos podem ver algumas cores, mas não um vasto espectro. As cores verde e azul tendem a preencher a maior parte de seu espectro visual, enquanto o vermelho e o rosa mal entram no seu radar. Isto significa que os brinquedos para gatos em tons de azul e verde são mais visíveis para eles.

A audição dos gatos

É de se esperar que a natureza predatória dos gatos seja apoiada por uma boa engenharia felina, e a audição dos gatos não é exceção. Um pequeno barulho nas folhas no chão pode passar despercebido aos humanos, mas o seu gatinho vai levantar as orelhas num ápice e investigar a fundo. As orelhas dos gatos em forma de cone funcionam como uma antena parabólica felina, ajudando-os a ouvir uma ampla gama de frequências. Na verdade, eles podem ouvir mais frequências do que a maioria dos mamíferos, incluindo nós, humanos.

O formato do ouvido externo de um gato tem duas tarefas num só: ajuda a amplificar o som conforme ele é passado para o ouvido médio e interno e detetar exatamente de onde vem o ruído. A audição é particularmente útil quando se sai para caçar ou para evitar ser-se caçado, por isso não é de se admirar que este sentido dos gatos tenha evoluído para ser um mecanismo de captação impressionante.

Audição dos gatos, o mito desmascarado

Se o seu gatinho for branco e tiver olhos azuis, é possível que se interesse mais pela audição do seu gato do que outros donos de gatos. Com base em relatos anedóticos, esses gatos em particular  foram postos numa classe à parte por amantes dos gatos, temendo que sua aparência estivesse de alguma forma ligada a uma incapacidade de audição. Embora haja alguma evidência de que alguns gatos brancos são mais propensos à surdez genética, isso não é verdade para todos os gatos com essa aparência.

 

O paladar dos gatos

Embora a maioria dos sentidos do gato seja muito sensível, o paladar é o mais estranho. Eles têm apenas algumas centenas de papilas gustativas, em comparação com mais de 9.000 papilas gustativas para humanos! Isso significa, por exemplo, que os gatos não conseguem saborear nada doce. Porém, muitos acreditam que o seu apurado olfato compensa o seu péssimo paladar.

Gato a lamber a pata

Uma coisa que deve manter longe do seu gato é qualquer coisa que seja amarga como o limão ou o café. As suas papilas gustativas não são fãs desse sabor, pois os sinais amargos são interpretados como comida perigosa ou envenenante. É a mesma razão pela qual líquidos amargos e sprays às vezes são usados para dissuadir os gatos de morder e mastigar móveis ou feridas.

Um paladar único

Os especialistas acreditam que os gatos não têm o gene doce que lhes permite saborear alimentos doces e que podem ser o único mamífero nesta situação. Embora alguns proprietários possam jurar que o seu gato gosta de doces, é bem possível que o teor de gordura seja o que torna esses alimentos doces apetecíveis para eles, e não a doçura em si.

 

Sentido de toque dos gatos

O sofisticado sentido de toque dos gatos está sempre lá para apoiar e aprimorar sua visão. Os bigodes são o radar de confiança de um gato e funcionam como receptores de toque que os ajudam a medir distâncias com precisão. Se vir um gato a andar com sucesso por espaços impossivelmente estreitos ou a saltar graciosamente em saliências finas, os bigodes são o que o estão a fazer o trabalho difícil. Leia mais sobre porque é que os gatos têm bigodes com o nosso guia.

Os receptores de toque também estão presentes nos seus narizes e patas. O própria pelo de um gato contribui para um maior sentido de tato, pois está sempre captando informações sensoriais. É por isso que seu gato responde ronronando sempre que o acaricia ou lhe dá festas.

Um facto surpreendente sobre o tato dos gatos

Provavelmente pensa nos bigodes do seu gato como uma característica facial. Acontece que os bigodes também estão presentes nas patas dianteiras do gato. Eles vêm de uma altura em que os gatos perseguiam e caçavam muito e os bigodes das patas dianteiras são cruciais para detetar a posição da presa que eles estão prestes a capturar.

Sexto sentido dos gatos

Os gatos são criaturas misteriosas, e a maioria dos proprietários pergunta-se o que eles vêem quando olham fixamente para o sofá ou o que estão a tentar apanhar quando têm as patas no ar. Não conseguimos explicar o comportamento dos gatos por completo, e é por isso que muitos donos acabam por acreditar que existe uma habilidade especial, o sexto sentido dos gatos, que pode explicar tudo. Apesar de alguns amantes de gatos alegarem que testemunharam que o seu gato previu um perigo iminente ou comunica com pessoas invisíveis, não há evidências sólidas de que os gatos são capazes de detetar coisas para além do que os cinco sentidos normais são capazes.

Mas há um trabalho importante que podemos confiar aos nossos queridos felinos que os deixa muito perto de conseguirem fazer magia. Estudos revelaram que juntar um gatinho com uma criança autista ou mesmo com um paciente com demência pode ser extremamente benéfico. A conexão especial gato-paciente é capaz de transformar vidas, por isso mesmo que o sexto sentido de um gato não exista, os nossos felinos continuam a ser criaturas incríveis.

Então aqui o tem: as extraordinárias habilidades sensoriais dos gatos. Continue a sua viagem pelo fascinante mundo dos gatos com estas curiosidades sobre gatos ou conheça melhor a psicologia felina para o bem-estar emocional do seu gatinho.