Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Your Pet, Our Passion.
Gato a brincar com brinquedo de rato

8 mitos e equívocos sobre gatos

6 min de leitura

Existem imensos mitos e rumores sobre gatos que toda a gente acredita, mas quão verdadeiros são?

Os gatos são criaturas enigmáticas que muitas pessoas têm dificuldade a compreender. Com o passar dos anos, os nossos amigos peludos envolveram-se numa variedade de mitos, incluindo alguns bizarros rumores que dizem que eles estão relacionados com o diabo!

A maioria dos mitos sobre gatos foi desmascarada graças à ciência e ao bom senso. Continue a ler para descobrir a verdade por detrás do boato da manteiga nas patas dos gatos, e se os gatos pretos dão azar e muito mais.

 

1. A verdade por de trás do mito dos gatos pretos

O mito dos gatos pretos é talvez um dos mais conhecidos no mundo e é provável que já tenha ouvido alguém contar esta história. No Reino Unido, na Europa e na maior parte da América, se um gato preto lhe atravessar à frente, as pessoas dizem que isso significa que o azar está para chegar.

Na Alemanha, porém, está dependente da direção do gato, se um gato preto atravessar da direita para a esquerda, significa má sorte, mas se o gato vier da esquerda para a direita, é na verdade considerado boa sorte. Para além disso, no Japão é considerado muita sorte, especialmente para as mulheres solteiras, uma vez que gato preto quer dizer que os bons pretendentes estão a chegar.

Desmistificado: O mito dos gatos pretos é, obviamente, falso e surgiu provavelmente devido ao fato dos gatos pretos serem considerados animais de estimação das bruxas durante a época medieval. Infelizmente, este boato ainda é amplamente aceite hoje e os gatos pretos vão frequentemente parar a centros de resgate ou têm dificuldade em encontrar novos lares.

 

2. Salvo pelo bigode de um gato

Os bigodes de um gato quase que parecem dar-lhes superpoderes, por isso é natural que as pessoas pensem que são amuletos de boa sorte. Tanto é verdade, que existe um mito popular de que se colocar um bigode de gato numa bolsa branca e a colocar dentro do seu carro, vai ajudá-lo a prevenir acidentes, roubos e avarias - algumas pessoas afirmam até que pode ajudá-lo a evitar multas de velocidade e de estacionamento!

Desmistificado: Embora possamos querer acreditar neste, o mito dos bigodes de gato não é verdade e provavelmente surgiu porque os gatos raramente perdem os bigodes.

 

3. Os gatos foram responsáveis pela peste

Sim, é isso mesmo que acabou de ler. Na idade média, as pessoas acreditavam que os gatos eram os responsáveis pela disseminação da peste. Isso devia-se ao fato deles pensarem que os gatos estavam relacionados com as bruxas, feiticeiros e, em última instância, com o diabo. Muitas pessoas na Idade Média acreditavam que o diabo era o culpado por todo o horror da peste negra e começaram a matar os 'seus leais servos' - os gatos.

Desmistificado: Era na verdade, um tipo de pulga que se alimentava de ratos que espalhava a peste. Curiosamente, a morte dos gatos significou que a população de ratos cresceu e a Peste Negra espalhou-se mais rápido do que nunca.

4. Os gatos têm nove vidas

Vista de perto de gato cinzento

As origens deste mito sobre gatos amplamente aceite não são claras, mas é mencionado na texto de Romeu e Julieta de Shakespeare e há até um antigo provérbio inglês sobre isso. Diz o ditado: “um gato tem nove vidas. Durante três ele brinca, noutras três ele vadia e nas últimas três ele sossega. ”

Desmistificado:  este mito do gato provavelmente começou pelo facto dos gatos caírem quase sempre de pé e muitas vezes parecem ter quedas e acidentes graves e sair deles sem qualquer arranhão. Mas porquê nove? Bem, provavelmente porque nove é um número mágico e os gatos eram considerados criaturas mágicas.

 

5. Os gatos e o mito do leite

A imagem de um gato   feliz a beber o leite é algo que está enraizado no nosso imaginário há gerações. Muitos pessoas passaram a acreditar que os gatos devem beber leite porque é bom para eles e lhes dá todos os nutrientes necessários para serem saudáveis.

Desmistificado: O mito dos gatos e do leite é completamente falso e pode ficar surpreso ao saber que a maioria dos gatos é, na verdade, intolerante à lactose. Isso acontece porque, uma vez desmamados do leite materno, os gatos perdem a enzima que os ajuda a digerir a lactose do leite e, se lhes der leite, é provável que lhes cause problemas de estômago.

6. O boato da manteiga nas patas dos gatos

mão humana a segurar a pata de um gato

Se tem um gato, deve ter ouvido isto de um amigo ou membro da família quando mudou de casa com o seu felino. A teoria é que, se barrar manteiga nas patas de um gato, isso vai retirar o cheiro da sua antiga casa e o gato vai concentrar-se em lamber as patas e ambientar-se. 

Desmistificado: o boato da manteiga nas patas do gato não tem um pingo de verdade e, na realidade, é bem capaz de ter o efeito inverso. O cheiro de sua casa anterior vai manter-se no pelo, não apenas nas suas patas. E é provável que o seu gato fique mais stressado enquanto se tenta livrar da manteiga que tem nas patas.

 

7. Os gatos são perigosos para as mulheres grávidas

É uma crença comum que mulheres grávidas devem evitar ter gatos devido ao risco de toxoplasmose, uma doença que pode ser transmitida da fezes de um gato para os humanos e causar problemas durante a gestação dos bebés.

Desmistificado: contrair toxoplasmose desta forma é bastante raro.  Apanhar o parasita que causa a doença - Toxoplasma gondii - ao comer carne mal passada ou vegetais não lavados é muito mais provável. As mulheres grávidas devem evitar limpar a caixa de areia sempre que possível e passar essa tarefa a outro membro da família, ou em último caso usar luvas.

 

8. Deve deixar os gatos lamberem as suas próprias feridas

Pode ter conhecido muitos donos de animais de estimação que insistem que os gatos não precisam de tratamento veterinário para as feridas, pois as suas línguas são anti-sépticas. É um mito dos gatos que ainda hoje é tem seguidores, com muito donos a optar por uma abordagem deixa-andar para o tratamento das feridas dos seus gatos. Mas quão verdadeiro é isto?

Desmistificado: Uma lambida inicial pode ser benéfica, pois as farpas na língua de um gato podem ajudar a remover a sujidade presa na sua ferida, e algumas pessoas acreditam que a saliva deles contém algumas qualidades antibacterianas. Além disso, Vet Street diz que os nossos gatos   vão longe demais com a sua limpeza na maioria das vezes e podem correr o risco de prejudicar a ferida e adiar a cicatrização por mantê-la permanentemente húmida. Se o seu gato tem uma ferida que parece não cicatrizar, entre em contato com o veterinário.