Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Your Pet, Our Passion.
Silky Terrier Australiano

Silky Terrier Australiano

A pelagem comprida deste glamoroso cão miniatura divide-se ao longo do dorso e surge em azul e castanho, cinza azulado e castanho, prateado e castanho, ou prateado azul e castanho. Consulte o estalão da raça para obter mais informações. Na idade adulta, medem cerca de 23cm e pesam aproximadamente 4-5kg. Tem um ar requintado, mas não delicado.

O que necessita saber
  • Cão adequando para donos com alguma experiência
  • Necessário algum treino
  • Gosta de passeios tranquilos
  • Gosta de dar passeios de uma hora por dia
  • Cão muito pequeno
  • Cão que se baba pouco
  • Requer tratamento do pelo dia sim dia não
  • Raça hipoalergénica
  • Cão muito vocal
  • Cão de guarda. Ladra e alerta para situações de perigo
  • Pode precisar de treino antes de viver com outros animais
  • Pode precisar de treino antes de viver com crianças

Características

Esperança Média de Vida: 12–15 anos
Peso em Adulto: 4–5kg
Altura: 23–26cm
Cores: As cores da pelagem vêm em azul e bege, cinza-azul e bege, prata e bege ou prata-azul e bege

Avaliação

Adequado para Famílias: 4/5
Necessidade de Exercício: 4/5
Fácil de Treinar: 3/5
Tolerância para ficar sozinho: 2/5
Sociável com outros animais: 2/5
Nível de Energia: 5/5
Escovagem e Higiene: 3/5
Queda de Pelo: 1/5
Raças de cães - Silky Terrier Australiano num jardim

Personalidade

Apesar de se enquadrar no grupo de raças miniatura e ter sido criado para ser um cão de companhia amigável e amoroso, o Silky Australiano também tem alguns traços de terrier o que, dado os seus antepassados, não é de espantar! É um cão muito atento, confiante e enérgico – e ainda mantém alguns instintos de caça dos seus antepassados que caçavam roedores e até cobras!

Raças de cães - Cão Silky Terrier Australiano com crianças

História e Origem

Outrora também conhecido como o Sydney Silky, este cão australiano tem como antepassados o Yorkshire Terrier e o Terrier Australiano. Crê-se que os criadores, ao desenvolverem o Terrier Australiano no final do século XIX, usaram o Yorkie para melhorar e destacar as suas cores azuis e castanhas. Os cachorros com uma pelagem acetinada que daí originaram, tornaram-se padrão da base da raça que existe atualmente.