Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Your Pet, Our Passion.
Rottweiler

Rottweiler

Os Rottweilers (ou "Rotties") são cães de porte grande, compactos, conhecidos pelas suas pelagens pretas lisas com manchas claramente definidas de cor de ferrugem. São cães muito fortes, poderosos e ágeis para o seu tamanho e são capazes de correr e saltar com facilidade.

O que necessita saber
  • Cão adequando para donos experientes
  • Necessário muito treino
  • Gosta de passeios com alguma atividade
  • Gosta de dar passeios de uma a duas horas por dia
  • Cão grande
  • Cão que se baba pouco
  • Requer tratamento do pelo uma vez por semana
  • Raça não hipoalergénica
  • Cão conversador e vocal
  • Cão de guarda. Ladra, alerta para situações de perigo e protege fisicamente se necessário.
  • Pode precisar de treino antes de viver com outros animais
  • Pode precisar de treino antes de viver com crianças

Características

Esperança Média de Vida: 8–10 anos
Peso em Adulto: Os machos pesam 50kg e as fêmeas pesam 38kg
Altura: Os machos medem 63-69cm e as fêmeas 58-64cm
Cores: Cor de ferrugem
Porte: Grande

Avaliação

Adequado para Famílias: 5/5
Necessidade de Exercício: 4/5
Fácil de Treinar: 4/5
Tolerância para ficar sozinho: 1/5
Sociável com outros animais: 2/5
Nível de Energia: 4/5
Escovagem e Higiene: 4/5
Queda de Pelo: 4/5
Rottweiler em pé na estrada

Personalidade

Os Rottweilers são extremamente fiéis aos seus tratadores e aos seus donos. Em casa revelam ser excelentes cães de guarda. É uma raça popular com criadores sem escrúpulos, por isso é importante encontrar um cachorro bem socializado e cruzado, pois o temperamento varia de cão para cão. Nunca é demais salientar a importância da socialização e do treino precoce! Não se recomenda esta raça a pessoas inexperientes.

Rottweiler deitado na relva

História e Origem

País de Origem: Alemanha

Presume-se que os antepassados do Rottweiler foram recrutados pelas legiões romanas para conduzir e guardar os seus rebanhos enquanto atravessavam os Alpes. Na Idade Média, em Rottweil, na Alemanha, estes cães foram cruzados com cães pastores autóctones para criar o "Rottweiler Metzgerhund", o Cão Talhante de Rottweil. Os talhantes recrutavam estes cães para guiar e guardar os seus rebanhos à medida que andavam de cidade em cidade.

No século XIX, o pastoreio de gado tornou-se ilegal na Alemanha e a raça canina Rottweiler sofreu uma queda de popularidade até 1914 quando foram utilizados novamente na guerra, atestando as suas capacidades mentais e físicas.