Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Your Pet, Our Passion.
Pastor da Anatólia

Principais características da raça de cães Pastor da Anatólia

Uma espécie de cão de tipo Mastim de porte gigante, poderoso. O Karabash macho mede entre 74-81cm em adulto e a fêmea 71-79cm. Os machos adultos pesam 50-64kg e as fêmeas 41-59kg. A pelagem curta e densa pode apresentar qualquer cor, com ou sem manchas e orelhas pretas distintivas, e é frequentemente fulva ou fulva escura, por vezes com branco.

O que necessita saber
  • Cão adequando para donos experientes
  • Necessário muito treino
  • Gosta de passeios com alguma atividade
  • Gosta de dar passeios de uma a duas horas por dia
  • Cão muito grande
  • Cão que se baba muito
  • Requer tratamento do pelo dia sim dia não
  • Raça não hipoalergénica
  • Cão pouco vocal
  • Cão de guarda. Ladra, alerta para situações de perigo e protege fisicamente se necessário.
  • Pode precisar de treino antes de viver com outros animais
  • Pode precisar de treino antes de viver com crianças
Raças de cães - Cão Pastor da Anatólia em pé

Personalidade

As características desta raça ainda estão presentes nos dias de hoje – é territorial por natureza, independente e muito inteligente. É essencial uma socialização precoce e contínua e um treino contínuo devido aos seus fortes instintos de proteção. Certifique-se que o seu jardim tem uma vedação segura e alta para ele não se libertar. Mantenha-o ocupado, uma vez que poderá tornar-se destrutivo ou problemático se sentir entediado.

Raças de cães - Cão Pastor da Anatólia com a boca aberta

História e Origem

O Pastor da Anatólia, também conhecido como Karabash, é uma raça antiga que descende do Mastim e dos cães de pastoreio do Médio Oriente. Altos, atléticos e poderosos, estes cães protegiam os seus territórios contra predadores ferozes, nomeadamente ursos e lobos. Hoje em dia estes cães assumem as funções de guarda do rebanho e cabras na Turquia, onde são considerados um símbolo nacional e designados "Coban Kopegi" (traduzido como o "Cão do Pastor").