We have recently changed our privacy policy. To read the revised policy please click on this link to see the details.

Política de Cookies

Ter um gato

Decidir ter um gato é muito entusiasmante, mas pode também levantar muitas questões. Por exemplo, que raça gostaria de ter? Consegue lidar com os desafios de um gatinho cheio de energia ou será que um gato sénior se adaptaria melhor ao seu estilo de vida?

Porque são os gatos companheiros perfeitos

Senhora a mimar o gato

Não há qualquer dúvida em relação a isto, os gatos são ótimos animais de companhia. Afinal, o que é melhor do que chegar a casa ao final de um dia difícil do que um ronronar de uma bolinha de pelo amorosa?

Estudos demonstraram que os donos de pets são normalmente mais saudáveis e felizes do que os “não donos”, mas lembre-se que ter um gato é uma grande responsabilidade e um compromisso para a vida. Quando estiver preparado para assumir este compromisso, há inúmeras vantagens de ter um gato, que pode esperar alcançar:

  • Está provado que ter um gato reduz o stress.
  • Os donos de gato têm normalmente uma pressão sanguínea mais baixa do que quem não é dono.
  • Pode beneficiar de um sistema imunitário mais forte e recuperar mais rapidamente de estados de doença do que quem não tem um animal de companhia.
  • As crianças que crescem com gatos estão menos dias doentes do que as crianças que não têm animais de companhia.
  • Os gatos são muito carinhosos e cheios de personalidade, mas também apreciam a sua independência, o que significa que exigem uma menor dedicação do que os outros animais de companhia.
  • Os gatos podem ajudar as pessoas a recuperar mais rapidamente de traumas emocionais, tais como situações de perda.

Há muitos benefícios de ter um gato, mas é importante que escolha o seu gato cuidadosamente para garantir que se adapta bem ao seu amigo peludo. O gato que escolher dependerá do seu estilo de vida e preferências pessoais. Por exemplo, pode querer um gato sénior que consiga mimar no seu colo, ou ter uma raça especial em mente que gostaria de criar desde gatinho.

Os nossos especialistas em PetCare sugerem alguns pontos abaixo, que deve considerar antes de assumir o compromisso de ter um gato.

Que raça de gato devo escolher?

Há mais de 60 raças reconhecidas e variantes de cor de gatos domésticos, o que significa que terá muito por onde escolher, quando decidir comprar um gato. Os gatos de raça dividem-se em sete variedades básicas:

  • Persas
  • British
  • Pelo semi-longo
  • Birmanês
  • Oriental
  • Siamês
  • Estrangeiro

A grande vantagem de comprar um gatinho ou gato de raça é que deverá saber o que esperar do seu animal de companhia. Por exemplo, um Siamês de raça pura será provavelmente mais vocal, traquinas e exigirá a sua atenção. Comprar um gatinho de raça deverá também dar-lhe uma noção do tamanho que o seu gatinho terá quando crescer, qual será o tamanho do seu pelo e quais os problemas de saúde específicos da raça que o poderão afetar.

É importante saber que, infelizmente, por vezes surgem cruzamentos entre raças, o que poderá significar que os gatos de raça sejam mais vulneráveis a doenças genéticas hereditárias ou questões comportamentais. Esta e outras informações específicas sobre uma raça, devem ser cuidadosamente tidas em atenção quando escolher um gatinho.

Para mais informação sobre raças e sobre como escolher um gato, veja o nosso seletor de raças.

As raças cruzadas provêm de duas raças puras diferentes. De facto, muitas raças novas surgiram pelo cuidadoso cruzamento de raças diferentes (por exemplo, o Tonquinês surgiu do cruzamento do Siamês com o gato Birmanês).

Enquanto alguns cruzamentos de raças acontecem propositadamente, hoje em dia, na maioria dos casos, estes acontecem como resultado de acasalamentos acidentais, onde uma fêmea de raça pura é coberta por um macho de outra raça e não pelo par desejado. No cruzamento de raças, é por vezes possível ver no gatinho alguns traços físicos e de comportamento de ambas as raças.

Também conhecidos como gatos sem raça definida, estes gatos provêm do cruzamento de gatos sem raça. São normalmente chamados de “doméstico de pelo curto” ou “doméstico de pelo longo”.

Se está a pensar escolher um gato de raças mistas, tenha em atenção que não é possível prever como crescerá o seu gatinho, uma vez que não saberá que raças compõem o seu DNA. Por exemplo, isto pode significar que ele poderá ter uma personalidade mais traquinas ou a cor do seu pelo poderá variar. Felizmente, ao contrário dos cães, os gatos não são assim tão diferentes em relação ao seu tamanho e forma, pelo que não será tão surpreendido pela forma como o seu gatinho irá crescer!

Os gatos sem raça definida são, com frequência, mais saudáveis do que os gatos de raças puras, pelo facto de disporem de uma maior variedade de genes a quem recorrer e de menos problemas genéticos inerentes. Têm também personalidades felinas mais equilibradas e robustas! Por último, os gatinhos e gatos de raças mistas são também geralmente menos dispendiosos e mais fáceis de encontrar.

Devo escolher um gato ou um gatinho?

Pode ser difícil resistir aos gatinhos, quando estamos a escolher um gato. São ternurentos, brincalhões e também terá a oportunidade de o educar para ser o animal de companhia que deseja, desde o início. Ao mesmo tempo, exigem muita atenção e vigilância, especialmente se eles são teimosos! Sente-se preparado para investir o tempo e energia necessários para cuidar das exigências de um gatinho? Se está a pensar em ter um gatinho, são estes os cuidados que deve considerar.

Quando escolher um gatinho de uma ninhada, procure o gatinho que responde positivamente, mas sem ser agressivo, ao seu toque ou voz ou aos seus irmãos e irmãs. Um gatinho que foge do grupo e que nunca se quer aproximar de si terá uma maior probabilidade de se tornar um gato adulto tímido e que não gosta que lhe mexam. Escolher um gatinho que morde ou arranha muito as suas mãos, poderá significar que ele irá brincar de forma agressiva quando crescer.

Quando escolher o seu gatinho, verifique que ele aparenta ser saudável. Os seus olhos devem ser claros e brilhantes, as suas orelhas limpas, as unhas suaves e o seu pelo deve ser brilhante e espesso (dependendo da raça) e sem qualquer sinal de pulgas. Se comprar o seu gatinho a um felinicultor, este poderá já ter levado o gatinho a ser examinado por um médico veterinário para garantir que é saudável. Se não o tiver feito, pergunte-lhe se o pode levar a um check-up veterinário antes de assumir o compromisso final de o levar para casa.

Se já tem pelo menos um gato, então escolher um gatinho poderá provocar um menor conflito social do que outro gato adulto. Se não tem nenhum gato agora, mas espera no futuro ter vários, escolher um ou dois gatinhos irá permitir que cresçam juntos e, por isso, deverá correr bem! Para mais informação, leia a nossa recomendação sobre como introduzir o seu gato a outros animais de companhia. Apresentar o seu gato a outros animais

Os gatos adultos também podem ser muito brincalhões e amorosos, mas tenha em consideração que podem trazer alguns traumas emocionais, especialmente se tiveram a infelicidade de ter tido um mau começo de vida. Sejam quais forem as influências que o tenham moldado, a sua personalidade já estará definida quando ele vier para sua casa. Poderá obter informação sobre o anterior dono do seu gato ou instituição que o acolheu para tentar perceber o que poderá esperar e como o poderá ajudar a adaptar-se – incluindo hábitos com a liteira, preferências alimentares e personalidade.

Problemas tais como micção inapropriada ou agressividade, especialmente em relação a outros gatos, são menos comuns num gato mais velho que já tenha amadurecido! Os gatos seniores também são grandes companheiros de mimos, uma vez que terão menos energia do que os gatinhos, ficando por isso felizes a dormir no seu colo.

Há muitos gatos adultos e seniores em Portugal que procuram um novo lar. Para saber mais sobre adotar um gato, contacte a Liga Portuguesa dos Direitos do Animal. Se está a pensar dar um novo lar a um gato abandonado, leia o nosso artigo sobre adotar um gato.

Devo escolher um gato macho ou uma fêmea?

Desde que tenham sido castrados, tanto os gatos machos como as fêmeas são animais de companhia excecionais e apresentam poucas diferenças ao nível do comportamento. Algumas pessoas podem pensar que as fêmeas são mais carinhosas e que os machos são mais independentes, mas poderá deparar-se com um menino da mamã carinhoso ou com uma fêmea autoconfiante. Quando escolher um gato e decidir o seu género, tenha em consideração estas dicas:

  • De um modo geral, os machos são um pouco maiores do que as fêmeas.
  • Os machos que não foram castrados têm maior tendência para vaguear para longe de casa, o que pode aumentar o seu risco para entrarem em lutas com outros gatos ou sofrer um atropelamento.
  • Os gatos machos que não estão castrados têm também uma maior tendência para fazer marcação territorial através da marcação urinária, para marcar o seu território.
  • As fêmeas não esterilizadas vocalizam muito e são difíceis de manter dentro de casa quando entram em cio. Podem engravidar a partir dos cinco meses, o que significa que a sua gatinha pode em breve ter os seus próprios gatinhos!
  • Os gatos adotados de uma instituição já estão, regra geral, castrados, mas confirme antes de o levar para casa. Se pretende mais informação sobre castração, visite a nossa página de Perguntas Frequentes.
  • A sua escolha do género pode ser determinada por algum gato que já tenha em casa. Se já tem um gato macho sociável (castrado), uma fêmea jovem (esterilizada) poderá ser a melhor opção tanto para ele como para si.
  • O custo de esterilizar uma fêmea é, normalmente, superior ao de castrar um macho. A maioria das instituições de apoio aos animais esteriliza os seus gatos antes de os darem para adoção.

Seja qual for a sua decisão, quando escolher um gato que se adapta de forma perfeita à sua família, terá um futuro fantástico cheio de boas memórias com o seu novo amigo de quatro patas! Veja o nosso guia sobre como adaptar a sua casa para receber um gato para descobrir como o pode ajudar a sentir-se confortável.

share.png SHARE
x
precisamos do seu consentimento para continuar

O nosso site utiliza cookies e outras tecnologias para que nós e os nossos parceiros possamos reconhecê-lo(a) e compreender como os utilizadores usam o nosso site.

Consentimento do CookiePara ver uma lista completa das empresas que utilizam esses cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa ferramenta de consentimento de cookies. Verá esta mensagem apenas uma vez, mas poderá sempre definir as suas preferências, a qualquer momento, na Ferramenta de Consentimento de Cookies. Além disso, descubra mais informações sobre a utilização de cookies e tecnologias semelhantes sobre este site no nosso anúncio de Cookies.

Quando aceder ao nosso site, as empresas identificadas na Ferramenta de Consentimento de Cookies irão utilizar os cookies e outras tecnologias.

Concordar e entrar no acesso ao portal