Diabetes em gatos

Seu gato gosta de correr, escalar, atacar brinquedos e ir a explorar o dia todo - e isso não precisa mudar mesmo se eles são diagnosticados com diabetes gata.
Cat outside
Cat outside
Cat outside

Se o seu amigo felino tem diabetes, não tem nada com que se preocupar – esta condição de longo prazo pode ser certamente gerida com tratamento e não precisa de afetar enormemente a qualidade de vida do seu animal de companhia. Se notar os sintomas de diabetes no seu gato, organize uma consulta com o seu veterinário.

De facto, com alguma gestão e cuidado da sua parte, o seu gato estará de volta antes que se dê conta. Provavelmente ele irá fazer travessuras, procurará atrair de várias formas a sua atenção e tentará fugir aos problemas, tal como costumava fazer antes!

Existem vários tipos diferentes de diabetes nos gatos, tal como acontece com os seres humanos. Se o seu gato tem um tipo de diabetes, o seu veterinário informá-lo-á sobre qual é o tipo e o que isso implica. O tipo de diabetes encontrado mais frequentemente nos gatos é o chamado ‘Diabetes Tipo II’, também conhecido como ‘Diabetes Mellitus’ (DM). Leia mais para descobrir mais sobre este tipo específico.

O que é a Diabetes Mellitus (DM) nos gatos?

A DM é uma condição em que o seu gato tem dificuldade em usar o açúcar como fonte de energia. Isso muda a forma como os seus músculos usam energia e, se não for tratada, pode levar a uma mudança de peso e a outras doenças.

Normalmente, depois de o seu gato comer, o seu sistema digestivo deve dividir os seus alimentos nas diferentes coisas que o compõem. Um desses componentes é o açúcar (também conhecido como glicose). Depois de o alimento ser ingerido e a glicose ser extraída do mesmo, o corpo do seu gato deverá absorver a glicose; esta vai do seu sistema digestivo até a sua corrente sanguínea, de onde é transportada pelo corpo. A glicose atinge de seguida vários órgãos do corpo do seu gato – o coração e outros músculos, por exemplo – e é usada como energia para alimentar as suas escaladas, os seus pulos e as suas brincadeiras!

Antes de que o corpo do seu gato possa usar a glicose como combustível, este precisa de insulina, uma hormona produzida pelo pâncreas. Se por algum motivo o pâncreas do seu gato não produz insulina suficiente, ou se a insulina não pode ser usada corretamente, essa glicose não irá passar do sangue do seu gato para os seus órgãos.

Quando isso acontece, a glicose mantém-se no mesmo lugar – o que significa que há muito açúcar no sangue do seu gato, o que conhecemos como diabetes nos gatos. Quando o seu gato tem diabetes, os seus órgãos não recebem glicose suficiente para usar como energia, o que significa que usam gordura e proteínas para lhes dar força. Por essa razão, eles perdem peso e até massa muscular.

Assim como os seres humanos, alguns gatos são mais propensos do que outros a ter DM, particularmente os gatos mais velhos ou aqueles que são obesos. Mas não há necessidade de se preocupar – se souber a que deve estar atento, assim como o modo como detetar os sinais de diabetes no gato em tempo útil, há muito que pode fazer para ajudar.

Detetando os sintomas

Blue health icon

Diabetes in cats

Spotting the symptoms of diabetes in cats can be tricky, as our feline friends tend to keep things very much to themselves! However, with a watchful eye you might catch some of their symptoms before they become too much of a problem. Common symptoms to look out for include:

  • Increased drinking
  • Increased urination
  • Increased eating
  • Weight loss, despite eating more than usual
  • Their coat might deteriorate in condition and appearance, so they don’t look as visibly healthy as usual.
Ginger cat

If your cat has diabetes, their urine will contain more sugar than usual which might also cause recurrent urinary tract infections. If your cat gets these a lot, your vet might want to test for diabetes to make sure.

Some of these signs may also be present in the case of other medical conditions, so always seek veterinary advice even if you highly suspect your cat has Diabetes Mellitus – it’s always best to be sure!

Treatment

While they’re exploring the great outdoors, or stretching out in the sun, your cat isn’t at all bothered about their insulin levels – which is why you have to take care of things for them!

If cat Diabetes Mellitus is the suspected cause of your cat’s illness, as a first step your vet will probably take some blood and urine samples from them. This will help them measure the glucose levels in your cat’s body. Your cat will usually be admitted as an ‘in-patient’ for a day whilst these tests are carried out, so when you pick them up afterwards everything will be done.

If there is a lot of glucose present, your vet will then try to stabilise your cat’s blood glucose levels, usually through dietary control, administering insulin, or both. Your cat might need you to administer insulin to them at home, and your vet may also give you special advice about the best diet for them and optimal meal times.

Your cat will have to go back to the vet regularly so their progress can be monitored; they may need another diet change at some point, or your vet might say they need a change in their insulin levels. It’s as simple as that! Once you and your vet have found the right balance for your cat, and everything is under control, it should just be a matter of routine and regular check-ups that keeps your pet in tip-top condition.

Although treatment of diabetes in cats does need some time and commitment from you, it can usually be successfully treated in the long term. Most importantly, your cat will ultimately lead the happy life they had before – and you’ll be able to keep sharing it with them!

phone

If you’d like more information on cat diabetes or have any other queries, contact our PETCARE EXPERT TEAM.