We have recently changed our privacy policy. To read the revised policy please click on this link to see the details.

Política de Cookies

Escolher o cão certo para si

Adquirir um cão é uma das decisões mais emocionantes que alguma vez irá tomar – e uma das maiores! Tal como todas as decisões importantes, fazer o seu trabalho de casa antes de levar um novo cachorro para casa, permitirá garantir que escolhe o cão certo para si e para o seu estilo de vida.

Raça pura, cruzada ou mista?

Golden Retriever a correr no jardim

Sabia que há mais de 200 raças de cão reconhecidas? Se adicionar todas as adoráveis raças cruzadas e todos os cães rafeiros, há centenas de opções para si. Como dono pela primeira vez, o primeiro aspeto a considerar é se deseja um cão com raça pura, raça cruzada ou rafeiro.

A vantagem de escolher um cão de raça pura é que tem alguma previsibilidade. Pode estar quase certo de que o seu amigo de quatro patas terá um determinado tamanho, tipo de pelo em termos de comprimento e textura, carácter, nível de energia e terá também algum alerta para potenciais problemas de saúde que podem afetar algumas raças.

Há também algum grau de previsibilidade nas raças cruzadas. As raças cruzadas têm pais de duas raças puras distintas, mas pode ser mais difícil que raça, se alguma das duas, irá determinar a aparência e personalidade do seu cão. Por exemplo, um cão cruzado Border Collie-Labrador pode ser pachorrento, transbordar de energia ou não ser nenhum destes casos!

A diversão começa com os rafeiros (também conhecidos por sem raça definida). Estes cães têm antepassados sem raça definida, apesar de por vezes ser possível reconhecer-lhes traços de alguma raça específica. Um dos muitos benefícios dos rafeiros é o facto de, com frequência, serem mais saudáveis pelo facto de disporem de uma maior variedade de genes a quem recorrer, o que significa terem menos problemas genéticos inerentes.

Para mais informação sobre que raça de cão será a mais adequada para si, experimente o nosso seletor de raças.

Cachorro ou adulto?

Não é por acaso que lhes chamam “olhos de cachorrinho” – há algo nos cachorros que os torna absolutamente irresistíveis! Podem ser muito queridos, mas isso não significa que um cachorro seja a escolha certa para si e para a sua casa.

Se está a pensar adquirir um cachorro, descobrirá que eles são naturalmente curiosos e ansiosos por aprender, sendo por isso absolutamente necessário que tenha tempo para o treinar. Com o seu amor, cuidado e treino, pode transformar a sua entusiástica tela em branco numa verdadeira obra-prima! Treinar um cão é muito divertido, mas é muito trabalhoso. Precisará de lhe ensinar tudo, desde ir à rua a saber andar à trela. Se tiver tempo e paciência, vai sentir que a sua transformação é muito recompensadora e que todos os seus esforços irão ajudar a criar uma excelente ligação entre si e o seu cachorro.

Outra opção é dar um novo lar a um cão “adolescente” ou adulto. Se é dono pela primeira vez, poderá descobrir que um cão mais velho se adequa melhor ao seu estilo de vida.

A maioria dos cães adultos vem já com algum treino e sociabilização. No entanto, isso não significa que todo o trabalho já está feito. Há ainda muito a fazer e não há razão para que não consiga criar uma relação tão forte como com um cachorro. O ditado antigo “não é possível ensinar a um cão velho novos truques” não é verdade porque todos os cães podem continuar a aprender e a adaptar-se ao longo da sua vida.

Infelizmente, alguns cães adultos que estão para adoção não tiveram um passado feliz, podendo ter algum trauma. Estes cães necessitam de amor, tempo e paciência extra, mas o que lhe der será muito recompensador tanto para si como para ele e resultará numa amizade para a vida. Trabalharem juntos no treino ajudará verdadeiramente a que criem uma relação especial e a que construam a confiança entre ambos. Os colaboradores e voluntários dos centros de acolhimento com boa reputação poderão aconselhá-lo na escolha do cão certo para si para que consiga encontrar o seu parceiro perfeito.

Cão adulto a brincar com um cachorro no jardim

Cão ou cadela?

icone azul dois cães

Outra questão que tem que considerar quando adquirir um cão é se quer um macho ou uma fêmea. As opiniões variam muito e a decisão depende normalmente de preferências pessoais.

Alguns donos dizem que as cadelas são mais fáceis de treinar e que tendem a ser mais carinhosas, enquanto outros argumentam que as fêmeas são mais independentes e reservadas. Os machos são, com frequência, considerados mais assertivos, mas a castração pode tornar um pouco mais fácil lidar com eles quando começam a ficar mais ousados e com mais confiança (no entanto, isto varia com a idade da castração e de cão para cão).

Não há uma resposta simples e tem que ter em atenção que muito do carácter e comportamento do seu cão derivará da sua personalidade individual e do tempo que dedica a treiná-lo e a sociabilizá-lo.

Os cães inteiros (não castrados ou esterilizados) de ambos os sexos podem, por vezes, ser difíceis de controlar. Os machos podem vaguear à procura de fêmeas e as cadelas podem ser difíceis de controlar durante o cio porque podem sofrer de gravidezes psicológicas. Se pretende que o seu cão ou cadela tenha cachorros, estes obstáculos podem ser superados. Uma gravidez não planeada, por outro lado, pode provocar problemas desnecessários para si e para o seu cão, tais como problemas no parto ou encontrar donos para todos os cachorros. O custo da esterilização de cadelas tende a ser mais elevado do que o da castração de um macho.

Para mais informação sobre os efeitos da esterilização tanto em machos como em fêmeas, veja a nossa página com as Perguntas Frequentes sobre esterilização.

Criador ou centros de acolhimento?

Se pretende um cachorro de raça pura ou de raça cruzada, então o melhor é encontrar um criador com boa reputação. Contacte o Clube Português de Canicultura ou grupos específicos de raça, que lhe poderão disponibilizar uma listagem das ninhadas disponíveis ou dar-lhe o contacto de criadores da sua área. Tente escolher um criador que tenha as ninhadas registadas no Clube Português de Canicultura.

Pode ser incrivelmente recompensador adotar um cão de um centro de acolhimento e oferecer-lhe uma segunda oportunidade de ter uma vida feliz. Há muitos cães à espera de um lar que lhes dê amor e carinho. Cada cão tem a sua própria história e muitos perderam a sua primeira casa sem terem culpa e adorariam fazer parte da sua.

As associações e centros de acolhimento são cuidadosos a tentarem encontrar a pessoa certa para cada cão porque não querem que os cães voltem a ser rejeitados, nem querem que escolha um cão que não seja adequado para si. Os colaboradores conhecem os cães que têm à sua guarda e vão querer conhecê-lo, conhecer a sua família a saber qual o seu estilo de vida, antes de lhe aconselharem algum dos seus cães. Também ficarão satisfeitos em aconselhá-lo e a responder a quaisquer perguntas que possa ter.

Não é surpresa para ninguém que há mais cães adultos do que cachorros à procura de um novo lar e que, quando há cachorros para adoção, são normalmente adotados mais rapidamente. Se está determinado em adotar um cachorro, deve demorar o seu tempo a contactar diferentes canis e centros de acolhimento ou poderá ter que se deslocar para outras áreas para encontrar o cachorro certo para si. Algumas das grandes associações para contactar incluem a Liga Portuguesa dos Direitos do Animal, União Zoófila, Animalife,Sociedade Protetora dos Animais, entre outras.

Quer compre o seu cão a um criador ou adote um cão abandonado, terá certamente um futuro feliz e cheio de aventuras com o seu novo amigo!

share.png SHARE