We have recently changed our privacy policy. To read the revised policy please click on this link to see the details.

Política de Cookies

Apresentar o seu cão a outros pets

Os cães tornam-se fiéis amigos facilmente e o seu cachorro adorará certamente estar com outros cães. De facto, ficará feliz com a oportunidade de brincar com qualquer outro animal – grande ou pequeno!

Apresentar um novo cachorro ao seu cão adulto

O seu cão está provavelmente habituado a ter a casa só para si, pelo que pode entrar um pouco em choque por ter que começar a partilhar! Estas dicas vão ajudá-lo a apresentar um novo cachorro ao seu cão adulto da forma o mais suave possível.

  • Antes do seu novo cachorro chegar a casa, certifique-se que o seu cão adulto tem as vacinas totalmente em dia para que todos se mantenham felizes e saudáveis.
  • Defina um espaço neutro para os cães se conhecerem – algum sítio onde o seu cão não tenha qualquer questão territorial. É uma boa ideia apresentá-los fora de casa, mas se o seu cachorro ainda não tiver completado as vacinas, faça-o num jardim protegido.
  • Quando o seu cachorro tiver tomado a primeira vacina (no mínimo), e o seu veterinário lhe disser que é seguro fazê-lo, leve o seu cachorro para o jardim e deixe-o passear à vontade para que se ambiente a todos os novos espaços e cheiros, que são tão excitantes para ele.
  • Depois, ponha-lhe a trela e traga o seu cão adulto, também controlado em segurança por uma trela. Se o seu cão é grande e muito entusiasta, pode ser boa ideia utilizar um head-collar, para prevenir qualquer investida súbita para dizer “olá”. É normal que fiquem curiosos em relação um ao outro, pelo que os deve deixar movimentar à vontade, dando alguma folga às trelas. Dê-lhes confiança, dizendo calmamente a ambos que são cães bonitos e ignorando qualquer lamento ou latido.
  • Recompense interações calmas e contidas com palmadinhas suaves, palavras tranquilizantes e talvez alguns pequenos snacks. Se algum dos cães ficar demasiado excitado, é importante que se mantenha calmo. Espere que eles acalmem ou separe-os por uns momentos, antes de voltar a tentar.
  • Mantenha as apresentações curtas, mas frequentes e, rapidamente, eles se tornarão os melhores amigos.
  • Permita ao seu cão adulto “convidar” o cachorro a entrar em casa. Mantenha ambos os cães com a trela, até que o cachorro já conheça bem o ambiente e que o seu cão adulto o aceite sem reagir. Continue a recompensar com palavras calmas e palmadinhas suaves a aceitação e tolerância tanto do cão adulto como do cachorro.

Se tem alguma preocupação sobre o processo de apresentar um cachorro a um cão mais velho, peça ajuda atempadamente. Uma escola de treino ou o seu veterinário poderão aconselhá-lo.

Cão adulto e cachorro num parque

Apresentar outro cão adulto

Dois cães adultos no parque

Se quer apresentar um cão adulto ao seu cão, não fique surpreendido se eles não ficarem logo amigos. No entanto, não fique desmotivado – se os deixar conhecer gradualmente, num ambiente neutro longe de casa (idealmente num local que seja desconhecido para ambos), não há normalmente razão para que eles não se entendam e fiquem bons amigos.

  • Se está a apresentar outro cão, mantenha ambos os cães com trela – e possivelmente head-collars se forem de raça grande, nervosos ou facilmente excitáveis – e permita que se investiguem mutuamente.
  • Se começarem a rosnar ou a ladrar um ao outro, separe-os de imediato e espere que fiquem calmos antes de voltar a tentar.
  • Se, após muitas tentativas, eles continuarem a recusar dar-se bem, deverá contactar um profissional especialista em comportamento. Peça uma recomendação ao seu veterinário.

Apresentar o seu novo cão ao seu gato ou gatinho

A consideração mais importante quando apresentar um cachorro a um gato é a segurança. Os cães podem ficar muito entusiasmados perto dos gatos, pelo que pode demorar algum tempo até que aprendam a dar-se bem! Se o seu cão continuar a ficar excitado ou agressivo perto do seu gato, após várias tentativas de apresentação, procure aconselhamento profissional do seu veterinário ou de um especialista em comportamento animal.

Se o seu novo cachorro ou cão já está relaxado e confortável na sua nova casa, está na hora de o apresentar ao seu gato. Terá que ser paciente e dar ao seu gato tempo para que se habitue ao novo companheiro, especialmente se o seu gato nunca tiver vivido com um cão antes! Não é pouco comum os gatos reagirem a um novo cão soprando ou tentando bater-lhe, ou então tentando fugir correndo ou escondendo-se.

  • Apresentar um cachorro a um gato pode ser um pouco assustador, por isso o seu papel é ajudar ambos a ficarem calmos na companhia um do outro. Certifique-se que o seu gato ou gatinho está numa área segura, onde o cão não o consiga alcançar, e mantenha o seu novo cão preso com a trela.
  • Recompense o seu cão quando ele ficar calmo e, mesmo que ele ladre muito, mantenha-se calmo.
  • Após cerca de 5 minutos, leve o cão embora e deixe o gato sair da divisão para uma pausa.
  • Apresente-os em sessões curtas de alguns minutos, em diferentes divisões e várias vezes por dia para que se habituem a ver-se a e cheirar-se nas diferentes zonas da casa. Mantenha o seu cão com a trela.
  • Quando estiverem calmos e relaxados, permita ao seu gato sair da sua zona de segurança, mas mantenha o seu cão preso com a trela. Permita que se investiguem mutuamente e dê-lhes muito amor e carinho se eles se tolerarem! Mantenha-se calmo se algum deles se mostrar descontente. Faça isto com frequência, visitando tantas divisões da casa, quanto possível.
  • Supervisione-os até se sentir segura que se vão dar bem e apenas retire a trela ao seu cão assim que tiver a certeza de que eles não irão reagir ou que não vai perseguir o gato. Tenha a certeza que o seu gato tem acesso a áreas onde o cão não o consegue alcançar, e que pode escaper se não se sentir confortável.
  • Separe gatos e cães durante as refeições para que ambos possam comer descansados, sem o risco de roubarem comida um ao outro.
  • Coloque a liteira do seu gato num local de fácil acesso para ele, mas fora de alcance para o cão. Pode não soar bem, mas o seu cão pode seguir o seu instinto e pensar que é uma boa ideia comer o seu conteúdo!
  • Certifique-se que o seu gato tem muitas oportunidades de perseguir e caçar brinquedos em movimento para que o seu cão possa relaxar sem ter medo de ser atacado por um gato caçador.

Não se preocupe se o seu cão e gato não ficam os melhores amigos. Os gatos são, com frequência, naturalmente independentes e podem simplesmente ignorar o seu cão, mesmo que tenham aceite a sua presença. Com o tempo, no entanto, a maioria dos cães e gatos que vivem juntos, tornam-se amigos, ainda que de acordo com as regras impostas pelo gato! Desde que cada um tenha o seu próprio espaço, com zonas livres de cão para o gato, tudo deverá correr bem.

Cão e gato no jardim
share.png SHARE