Mudámos recentemente a nossa Política de Privacidade. Para conhecer em detalhe a Política de Privacidade corrigida, por favor clique neste link.

Política de Cookies

Dicas para uma gestação saudável

Quando a sua cadela está feliz, fica feliz também – e quando ela está grávida, garantir que se mantém tão saudável e confortável quanto possível é ainda mais importante, tanto para ela como para os cachorros que estão a chegar!

Alimentação e Nutrição

Se tem dúvidas sobre como deve alimentar uma cadela grávida, não está sozinho – muitos donos fazem a mesma pergunta! É importante saber que um alimento para cães adultos não lhe fornecerá os nutrientes extra de que ela necessita, durante a gravidez. Por isso, terá que fazer algumas alterações na sua alimentação, para garantir que ela recebe tudo aquilo que necessita do seu alimento.

Rapariga com Labrador Retriever a fazer uma caminhada

Mudar para uma fórmula para cachorros

Para uma gravidez saudável e com todos os nutrientes e energia que a sua cadela necessita, apenas se terá de preocupar a partir das 6 semanas de gestação. Até lá, alimente-a com uma fórmula normal para cães adultos. É, aliás, contraproducente aumentar a quantidade de alimento nesta altura, uma vez que levará ao excesso de peso, situação que pode provocar complicações no parto. Apenas a partir da 6ª semana deverá alterar a alimentação da sua cadela, passando a administrar-lhe uma fórmula para cachorro. Estas fórmulas apresentam mais proteína e energia, o que a sua cadela necessita nesta fase especial. Deverá fazer uma transição gradual, que deverá demorar entre 7 a 10 dias por forma a evitar distúrbios digestivos. Ela deverá manter-se com esta fórmula até depois do nascimento e dos seus cachorros terem sido já desmamados. A suplementação com cálcio está completamente contra-indicada, salvo por indicação do médico veterinário.

O que deverá fornecer à sua cadela, depende da sua condição física e de qualquer problema de saúde que ela possa ter (ou que tenha tido no passado). Por isso, confirme com o seu médico veterinário antes de mudar de alimento.

Se a sua cadela está com uma dieta especial devido a questões de saúde ou porque tem um estômago sensível, consulte o seu médico veterinário, antes de fazer qualquer alteração no seu plano alimentar habitual.

Aumentar o consumo de alimento

Tal como nós, as cadelas podem sofrer de “enjoos matinais”, nas suas primeiras semanas de gestação. Por isso, permita que o seu organismo se ajuste a esta nova condição, antes de aumentar o seu consumo de alimento.

A partir da sexta semana de gravidez, comece a aumentar as doses de alimento lentamente a cada semana, até que atinja uma quantidade que é cerca de um terço superior ao habitual, pela semana nove. Por esta altura, o peso da futura mamã terá aumentado cerca de 25%, o que é perfeitamente normal. Pode até aumentar um pouco mais se a ninhada for grande.

Para mais informação sobre como alimentar uma cadela grávida, visite a nossa página.

Ter sempre água disponível

Garantir que a futura mamã bebe muita água é tão importante como dar-lhe o alimento correto – especialmente se ela apenas come alimentos secos. Manter-se hidratada é essencial para se manter saudável ao longo da gravidez. Por isso, certifique-se que ela tem sempre muita água limpa e fresca disponível. Colocar várias taças com água nas zonas da casa, onde ela passa mais tempo, facilitarão a sua ingestão de água, especialmente nas últimas fases da gravidez.

Exercício

Ao cuidar de uma cadela grávida, dar passeios regulares irá ajudá-la a manter-se forte, para que esteja preparada para a chegada dos cachorrinhos! Evite qualquer treino intensivo, demonstrações ou até treinos de obediência, durante a gestação, porque podem ser stressantes e também porque os encontrões de outros cães inquietos podem magoá-la ou magoar os cachorros.

Passear é uma ótima forma de ajudar uma futura mamã a manter-se em forma, o que a tornará mais capaz de lidar com o trabalho de parto e com o nascimento. Tente fazer passeios curtos, mas regulares, durante a gravidez, porque a sua cadela pode ficar um pouco desconfortável e cansada, à medida que a gravidez avança. Procure fazer três a cinco passeios curtos por dia.

Purple medical symbolVacinação

Como a futura mamã irá passar a sua imunidade para os cachorros, através do leite, idealmente deverá ter o seu plano de vacinação em dia, antes do acasalamento para que os seus níveis de anticorpos estejam a um bom nível.

Se as vacinas da sua cadela estão em atraso, durante a gravidez, consulte o seu médico veterinário. Algumas vacinas podem ser administradas, quando ela está grávida, mas terá que verificar quais são seguras tanto para ela como para os cachorros.

icone-pequeno-azul-caoParasitas

Uma parte importante do cuidado a uma cadela gestante é continuar com os tratamentos para pulgas e parasitas.

As cadelas podem passar lombrigas e ténias aos seus cachorros dentro da barriga. Por isso, trate a sua cadela com produtos de utilização segura, durante a gravidez. Discuta este tema com o seu médico veterinário porque os cachorros podem também precisar de ser desparasitados, durante as suas primeiras semanas de vida.

Complicações

Felizmente para as cadelas, normalmente usufruem de uma gravidez suave e de um nascimento livre de problemas. No entanto, surgem por vezes complicações durante a gravidez, pelo que deve saber identificar os sinais de alarme.

Eclampsia

As cadelas têm uma maior probabilidade de desenvolver eclampsia, na fase final da gravidez ou no início da lactação, do que as gatas. A eclampsia é também mais observada em raças pequenas ou médias. Esta condição é provocada por um baixo nível de cálcio.

Os sinais de eclampsia incluem espasmos, nervosismo e agitação. Se a sua cadela demonstra algum destes sintomas, contacte o seu médico veterinário de imediato porque a eclampsia pode ser muito perigosa para a saúde da sua cadela, se não for tratada rapidamente.

Cesariana

Se verificar que a sua cadela está a ter contrações, mas está com dificuldade em dar à luz, poderá ser necessária uma intervenção cirúrgica para retirar os cachorros através de uma cesariana.

Em alguns casos a cesariana poderá ser planeada com antecedência – isto ocorre normalmente para raças de cães com cabeças maiores, tais como Pugs e Chihuahuas. Devido ao formato das suas cabeças, os Buldogues precisarão sempre de nascer por cesariana.

Para mais informação sobre complicações que podem surgir, durante a gravidez, veja a nossa página sobre sinais a estar atento durante o trabalho de parto na cadela.

Criar um “ninho”

Na fase final da gravidez, a sua cadela quererá um local privado para relaxar e dar à luz calmamente. Pode ajudá-la a criar um “ninho” onde se sinta aconchegada, confortável e segura para o nascimento dos cachorros.

Uma caixa de cartão com mantas, lençóis ou toalhas lavadas funciona especialmente bem. Coloque o ninho num local sossegado para que os outros animais ou crianças não a incomodem! Não é pouco comum as futuras mamãs escolherem outro local, que não o que lhe preparou, mas tente encorajá-la gentilmente a ir para local definido.

Mantenha o ninho à temperatura ambiente (não se esqueça de verificar que não existem correntes de ar) para garantir que a cadela e os cachorros ficam confortáveis.

share.png Partilha