Yorkshire Terrier

O Yorkshire Terrier é uma raça miniatura mais conhecida pelo seu pêlo comprido e fluido com uma textura muita semelhante à do cabelo humano. A cor da sua pelagem também é invulgar, sendo azul metálica e dourada (castanho rico). Apresenta um postura imponente, mantendo a sua cabeça erguida. Os adultos medem cerca de 18-20 cm e não pesam mais do que 3,2 kg.

dog
  • Não, é a primeira vez que vou ter um cão e estou pronto para aprender!
  • Estaria mais confortável a fazer apenas o treino estritamente necessário
dog
  • Não, é a primeira vez que vou ter um cão e estou pronto para aprender!
  • Estaria mais confortável a fazer apenas o treino estritamente necessário
dog
  • Gostava de um cão muito pequeno que pudesse levar ao colo
  • Quero um cão que salive o mínimo possível
  • Sim, é importante que seja uma raça hipoalergénica
dog
  • Gosto de cães muito comunicativos
  • Sim, que ladre e esteja alerta para situações perigosas

Origem

Presume-se que esta raça tivesse surgido na década de 1850, quando tecelões escoceses e os seus cães migraram para Yorkshire e Lancanshire. Estes "Scottish Terrier", por vezes também conhecidos como "Halifax Terriers" foram cruzados com outros terriers locais pequenos. Defende-se a teoria de que os seus antepassados são o Manchester Terrier, o Bichon Maltês, o Skye, o Dandie Dinmont, e o Paisley Terrier. Em 1861, o Yorkie participa pela primeira vez numa exposição canina em Inglaterra, ainda classificado como “Scottish Terrier”. Em 1886, a raça canina Yorkshire Terrier teve o privilégio de ser reconhecida oficialmente pelo Clube de Canicultura Inglês.

Personalidade

Atrás deste cão de pequenas dimensões esconde-se um temperamento forte. É um cão extremamente impulsivo, ora está a ser mimado ao colo do dono, ora minutos depois já está perseguindo o cão do vizinho. No final de contas, os Yorkies são terriers que dominam e protegem o seu território sem hesitar.

Saúde

A esperança de vida do Yorkshire Terrier é longa. Contudo, são propícios a desenvolver doenças ou lesões nos ossos, patologias oftalmológicas, luxação da patela, cálculos vesiculares, colapso traqueal e uma doença hepática congénita (Shunt hepático).

Exercício

O exercício é imperativo no Yorkie para o manter saudável e em forma. O Yorkshire Terrier é capaz de se manter a trote por quilómetros, se o deixarem. O Yorkie também gosta de passeios curtos desde que possa exercitar o seu faro e a sua mente. Contudo, lembre-se que os Yorkshire Terriers não são apenas cães de colo, também gostam de correr e brincar como qualquer outro cão. Esta raça requer, no mínimo, meia hora de exercício por dia para um cão adulto.

Nutrição

Os cães de raça miniatura têm um metabolismo muito elevado, o que quer dizer que queimam rapidamente a sua energia. Cães com um estômago relativamente pequeno devem comer pouco e frequentemente. A ração para raças pequenas é concebida especificamente com nutrientes necessários para satisfazer o seu nível de energia, dotados de croquetes com uma forma, um tamanho e uma textura perfeitos para uma preensão fácil e uma mastigação adequada, melhorando desta forma a sua digestão.

Cuidado

Enquanto animal de estimação, a pelagem do Yorkshire Terrier necessita de ser escovada diariamente, utilizando uma escova/pente para evitar a formação de nós. Prenda levemente o pêlo comprido no topo da cabeça com um elástico. Sempre que escovar a sua pelagem retire o elástico e volte a prender o cabelo para evitar estragos na pelagem. Verificar regularmente a pelagem por baixo e à volta da cauda e remover qualquer impureza existente. Escove também os seus dentes diariamente para evitar doenças bocais e cáries. Se mantiver a pelagem do seu cão cuidada, os demais cuidados diários são rápidos e não demoram mais de 15 minutos.

Melhores raças de cão para criança

Embora muitas raças de cão sejam consideradas tradicionalmente boas com crianças, todos e cães e crianças devem de ser ensinados a relacionar-se e respeitar-se para que possam estar juntos em segurança. De qualquer forma, cães e crianças pequenas não devem ficar sozinhos sem supervisão de um adulto.